Paulo M. de Andrade

Formado em Produção de TV e Cinema pela Columbia College, Hollywood. Trabalhou na Rede Globo de Televisão como roteirista, diretor e editor e também escreveu sete longa-metragens do grupo Os Trapalhões. Em 1991, abriu uma produtora nos EUA, onde conquistou vários clientes importantes, recebeu diversos prêmios e escreveu centenas de artigos como editor contribuinte para algumas das mais relevantes publicações profissionais americanas e internacionais. No Brasil foi sócio/autor do blog Video Guru, que virou referência nacional, durante 3 anos.

Há 16 anos trabalha como colorista sênior para TV e cinema, com clientes no Brasil, Estados Unidos e Europa. Além de ter estudado a fisiologia da visão e a influência psicológica que as cores têm nas pessoas, ele estudou pintura a óleo com a renomada artista internacional Erna Antunes. Esse estudo foi muito importante no processo de harmonização de cores.


Mantendo-se sempre atualizado nas mais avançadas tecnologias e métodos de trabalho, também utiliza as melhores ferramentas disponíveis no mercado. Seu software atual favorito é o DaVinci Resolve Studio – o programa de tratamento de cor mais utilizado no mundo e responsável pela qualidade da imagem dos maiores blockbusters de Hollywood. Sua ilha de tratamento de cor inclui monitoração profissional totalmente calibrada e interfaces físicas que agilizam o trabalho, abrindo mais espaço para o processo artístico e criativo.

Membro efetivo da ABC (Associação Brasileira de Cinematografia).

Notícias relacionadas

Professores e Alunos da AIC no Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

Professores e Alunos da AIC no Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

Dia 22 de agosto começa a 29ª edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. O evento, que já faz parte do calendário cultural paulistano e ocupa diversos cinemas da cidade contará com vários filmes de professores e alunos da Academia Internacional de Cinema. Confira a lista (para saber mais, clique no nome do […]

5 filmes selecionados no Festival Internacional de Curtas de São Paulo

5 filmes selecionados no Festival Internacional de Curtas de São Paulo

Cinco filmes de alunos e professores da Academia Internacional de Cinema (AIC) foram selecionados para o 24º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. São três filmes de alunos e dois de professores. “Cohab”, de Lincoln Péricles, “Unfit – O Chá de Bebê”, de Bruno Carnovali, alunos do FILMWORKS.  “Terminal Santo Ângelo”, dirigido por Camila Lisbôa, Diego Valenzuela, […]

Documentário sobre Fela Kuti fotografado pelo professor Cleumo Segond exibido em Roterdã

Documentário sobre Fela Kuti fotografado pelo professor Cleumo Segond exibido em Roterdã

“My Friend Felá”, documentário sobre o músico nigeriano Fela Kuti, dirigido por Joel Zito Araújo, com fotografia de Cleumo Segond, professor da Academia Internacional de Cinema, participa do Festival Internacional de Cinema de Roterdã, que vai de 23 de janeiro a 3 de fevereiro. Cleumo conta que desde as primeiras reuniões sobre o filme, o […]

Cinema Baiano | Especial Nordeste

Cinema Baiano | Especial Nordeste

O diferencial do cinema contemporâneo produzido na Bahia fica por conta das temáticas com foco na representatividade   Um pouco de história A cinematografia baiana, que conta com nomes de peso como Glauber Rocha, já passou por diversas fases ao longo da história. Tudo começou em 1959, com o lançamento do primeiro longa-metragem gravado no […]

Do livro para a tela

Do livro para a tela

A polêmica disputa “livro versus filme” é uma questão que permanece em debate desde os primórdios do cinema. O fato é que a sétima arte bebeu da fonte literária por muito tempo e, ainda nos dias de hoje, muitos filmes hollywoodianos buscam inspiração em adaptações de livros ou quadrinhos, principalmente nos longas-metragens voltados ao público […]

A História do Cinema Brasileiro

A História do Cinema Brasileiro

A história do cinema brasileiro pode ser dividida em épocas muito distintas, que de certa forma moldaram as produções nacionais no decorrer de mais de um século da sétima arte no país. Em nossa historiografia cinematográfica, esses períodos incluem os primeiros filmes e o domínio de Hollywood, o surgimento do cinema sonoro, as chanchadas, o […]