Paulo M. de Andrade

Formado em Produção de TV e Cinema pela Columbia College, Hollywood. Trabalhou na Rede Globo de Televisão como roteirista, diretor e editor e também escreveu sete longa-metragens do grupo Os Trapalhões. Em 1991, abriu uma produtora nos EUA, onde conquistou vários clientes importantes, recebeu diversos prêmios e escreveu centenas de artigos como editor contribuinte para algumas das mais relevantes publicações profissionais americanas e internacionais. No Brasil foi sócio/autor do blog Video Guru, que virou referência nacional, durante 3 anos.

Há 16 anos trabalha como colorista sênior para TV e cinema, com clientes no Brasil, Estados Unidos e Europa. Além de ter estudado a fisiologia da visão e a influência psicológica que as cores têm nas pessoas, ele estudou pintura a óleo com a renomada artista internacional Erna Antunes. Esse estudo foi muito importante no processo de harmonização de cores.


Mantendo-se sempre atualizado nas mais avançadas tecnologias e métodos de trabalho, também utiliza as melhores ferramentas disponíveis no mercado. Seu software atual favorito é o DaVinci Resolve Studio – o programa de tratamento de cor mais utilizado no mundo e responsável pela qualidade da imagem dos maiores blockbusters de Hollywood. Sua ilha de tratamento de cor inclui monitoração profissional totalmente calibrada e interfaces físicas que agilizam o trabalho, abrindo mais espaço para o processo artístico e criativo.

Membro efetivo da ABC (Associação Brasileira de Cinematografia).

Notícias relacionadas

5 filmes selecionados no Festival Internacional de Curtas de São Paulo

5 filmes selecionados no Festival Internacional de Curtas de São Paulo

Cinco filmes de alunos e professores da Academia Internacional de Cinema (AIC) foram selecionados para o 24º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. São três filmes de alunos e dois de professores. “Cohab”, de Lincoln Péricles, “Unfit – O Chá de Bebê”, de Bruno Carnovali, alunos do FILMWORKS.  “Terminal Santo Ângelo”, dirigido por Camila Lisbôa, Diego Valenzuela, […]

“Ouroboros”, filme sobre cultura do estupro, faz carreira em festivais

“Ouroboros”, filme sobre cultura do estupro, faz carreira em festivais

Com tema urgente e atual, o curta-metragem “Ouroboros”, dirigido e roteirizado pelos ex-alunos da Academia Internacional de Cinema (AIC) Guilherme Andrade e Beatriz Pessoa, discute a violência contra a mulher. “O Filme retrata o tema da cultura do estupro sob o ponto de vista das relações mais intimas, aquelas em que muitas vezes as pessoas […]

Academia Internacional de Cinema promove 4 oficinas no 40º Guarnicê Festival de Cinema

Começa hoje (02/06) e segue até o dia 10 de junho, o 40º Guarnicê Festival de Cinema, importante festival do Maranhão, que acontece na Universidade Federal do Estado (UFMA). Uma semana cheia com programação diversa, além das mostras, oficinas, bate-papo, lançamentos e exposições. A Academia Internacional de Cinema (AIC) não poderia ficar fora dessa grande […]