Sergio Audi

Sergio Audi

Mestre em Artes Cênicas (2016),  graduado em Cinema (1997) pela ECA-USP, e doutorando em Educação pela Universidade de São Paulo trabalha com teatro e cinema desde 1983. Estudou palhaço e bufão com Phillippe Gaulier e Ésio Magalhães, Commedia dell’arte com Tiche Vianna, mímica com Caterine Vanniscotte, André Guerreiro e Denise Namura, Teatro do Oprimido com Augusto Boal e Bárbara Santos, dança com Tica Lemos, Diogo Granato e Sandro Borelli.  Atuou nos filmes “A Lata”, “Erra Uma Vez”e “Todos Nós 5 Milhões”, dirigiu os curtas “Miséria” e “55 Segundos”, e co-dirigiu com Eliane Coster o curta “Correspondencia”, prêmio de Melhor atriz no Festival de Brasília. Trabalhou como diretor, roteirista, fotógrafo e montador em diversas produções audiovisuais. Em teatro, atuou em 17 montagens, incluindo “Macbeth”, “O Arquiteto e o Imperador da Assíria”, e “A Falecida”. Dirigiu “Valsa n 6” de Nelson Rodrigues, “A Exceção e a Regra” de Bertolt Brecht, “A Mãe” de Gorki-Brecht, e “Homens de Papel” de Plínio Marcos. Atualmente atua e dirige uma adaptação solo de “Vidas Secas” de Gracilianos Ramos,  dirige “Nas Voltas da Bola e da Boleta” de Plínio Marcos e leciona a cadeira de Improvisação, Jogos e Pedagogia Teatral na Escola Superior de Artes Célia Helena. 

Direção de Atores - Online

96h | 16 semanas - Saiba como dirigir um elenco