Festival de Brasília: por que é interessante para você?

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro acontece anualmente no Distrito Federal, comumente no segundo semestre. Dividido entre mostras competitivas e de exibição, o evento também oferece cursos e palestras a profissionais e aspirantes ao mundo do audiovisual.

Participar de festivais é uma forma de ganhar visibilidade no mercado, receber feedbacks sobre seus trabalhos e ainda criar e desenvolver uma rede de contatos com os outros participantes. 

Com isso em mente, neste texto você conhecerá o Festival de Brasília em mais detalhes, descobrirá duas grandes vantagens de enviar o seu material e, por fim, ficará por dentro de alguns cases de sucesso de ex-alunos e professores da Academia Internacional de Cinema. Confira!

O Festival de Brasília

O Festival de Brasília é um dos mais antigos e tradicionais festivais do cinema brasileiro. Organizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, em 2019, ele chega a sua 52 ª edição. Curtas e longas-metragem podem se inscrever e o evento é dividido entre:

  • Mostra Competitiva: que premia em dinheiro longas e curtas-metragens inéditos no Distrito Federal em 13 e 10 diferentes categorias, respectivamente (o prêmio vai de R$ 5.000,00 a R$ 50.000,00);
  • Mostra Brasília BRB de Cinema: que seleciona curtas e longas de produtores brasilienses, com o intuito de prestigiar esses profissionais e fomentar o mercado local;
  • Mostra Futuro do Brasil: incluída apenas a partir da 50 ª edição do Festival, que exibe seis longas-metragem ainda em fase de finalização a curadores de mostras e festivais internacionais.  

Além dessas mostras, a programação do festival inclui um extenso cronograma formativo e de aprimoramento de profissionais e estudantes do audiovisual. As oficinas ofertadas em 2019 abrangem diferentes aspectos da produção audiovisual. Para você ter um gostinho do que o aguarda:

  • Fotografia e iluminação com materiais alternativos, com Ricardo Pinelli e André Lavenère;
  • Supervisão de pós-produção, com Marcelo “Sica” Siqueira;
  • Assistente de direção, com Luciana Baptista;
  • O som em cena, com Beto Strada.

Você pode ver a lista completa de oficinas, conferir mais detalhes sobre os tutores, informações sobre regulamento e pagamento de cada uma delas no site do Festival. Masterclasses, workshops, oficinas, rodadas de negócios e uma área inteiramente dedicada a tecnologias e novas mídias também integram as atividades paralelas deste ano.

A inscrição no festival

Curtiu conhecer mais sobre o Festival de Brasília, mas ainda não está convencido do porquê se inscrever? Então confira a seguir duas grandes vantagens que a participação em festivais como esse pode trazer a profissionais e (especialmente) a estudantes do audiovisual.

Ganhar visibilidade no mercado

Um dos principais motivos de inscrever o seu filme em festivais de cinema como o de Brasília é trazer visibilidade ao seu nome e às suas produções. É possível encontrar vantagens mesmo em mostras não competitivas — aquelas que não oferecem premiações em dinheiro.

Afinal, por meio do aceite em mostras audiovisuais, você consegue ter uma baliza sobre o seu trabalho e identificar se está no caminho certo. Além disso, outros profissionais da área, inclusive estrangeiros, podem se interessar pelo seu trabalho. O que nos leva ao próximo tópico.

Fazer networking

O networking é importante em qualquer área de atuação e não seria diferente no mercado audiovisual. Afinal, ninguém trabalha sozinho! 

Um único contato com outros profissionais dificilmente fecha um novo trabalho do dia para a noite, mas pode dar início à criação de um relacionamento duradouro que, por sua vez, pode vir a abrir novas e diferentes portas.

Além disso, essa é uma forma de conhecer a movimentação atual do mercado, conhecer novos nomes que podem surgir na área e, ainda, se inspirar para futuras produções de sucesso.

A AIC no Festival de Brasília

Com 15 anos de atuação no mercado, mais de 40 cursos no portfólio e mais de 3200 filmes produzidos na casa, a Academia Internacional de Cinema tem uma longa e duradoura relação com o Festival de Brasília. A seguir, você conhece filmes de ex-alunos e professores que foram destaque nos dois últimos anos do festival.

50ª Edição

Em 2017, o longa-metragem “Antes do Fim”, do professor Cristiano Burlan foi exibido na Mostra Esses Corpos Indóceis do Festival de Brasília. O filme foi uma co-produção entre a Bela Filmes e o Canal Brasil e contou ainda com a participação dos então professores Ana Carolina Marinho e Henrique Zanoni no elenco.

Diversos ex-alunos integraram a produção, como Renato Maia, na montagem; Lucas Negrão, na finalização; Helder Martins, que ficou com a fotografia; Emily Hozokawa, que atuou como assistente de direção e Amanda Bortolo, que foi a responsável pela produção de set.

Nesse mesmo ano, Jéssica Queiroz, ex-aluna do Filmworks e a primeira mulher negra a participar da mostra competitiva de curtas no festival, levou dois prêmios para casa. “Peripatético” conta a história de três jovens da periferia que crescem à margem da sociedade e buscam alternativas para ir atrás de seus sonhos. Em 2017, ele foi o escolhido nas categorias de Melhor Roteiro (Ananda Radhika) e Prêmio Especial.

51ª Edição

Dois “filhos” da AIC foram premiados na Mostra Competitiva do Festival de Brasília de 2018. O time dos ex-alunos foi muitíssimo bem representado por Beatriz Seigner, que levou como Melhor Direção e Melhor Filme por “Los Silencios”, longa que retrata conflitos armados na tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia.

Do lado dos professores, Kiko Goifman, que ministra o curso de documentário, levou nas categorias de Melhor Trilha Sonora, Melhor Longa Eleito pelo Júri Popular e Menção Honrosa do Júri por “Bixa Travesty”. O longa conta a rotina e os desafios enfrentados pela cantora e compositora transsexual Linn da Quebrada.

Como você viu, a AIC já tem experiência na inscrição de trabalhos em mostras, como o Festival de Brasília e outras premiações nacionais. Temos uma equipe preparada não só para auxiliá-lo durante a inscrição do seu filme, como também apta a oferecer a formação que você merece.

O 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro acontece de 22 de novembro a 1º de dezembro de 2019 com o intuito de fomentar a produção audiovisual no país, premiar as produções de destaque e contribuir com a formação de futuros profissionais. As inscrições podem ser realizadas no site do evento até o dia 31 de outubro. Você não vai querer ficar de fora dessa, vai?

Gostou deste texto e já está arrumando as malas para o Distrito Federal? Então aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e para chamar os amigos para embarcarem juntos com você nessa aventura!


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos

[mautic type="form" id="4"]