Entenda melhor as diferenças entre faculdade e curso técnico de cinema

Afinal, um diploma é importante ou não para conseguir fazer carreira em cinema? Essa pergunta é o que instiga muitos estudantes e aspirantes, estando entre suas muitas dúvidas. É preciso destacar que esse tipo de preparação ainda é crucial para o mercado. Para isso, você pode contar com uma faculdade ou um curso técnico de cinema.

A chave para fazer sucesso com aquilo que você ama requer um passo tomado com cuidado e planejamento: o estudo aprofundado e especializado. Afinal, fazer um bom curso prepara as pessoas para se destacarem em um mercado concorrido, como o do cinema, e que se fecha um pouco para novos integrantes.

Por isso, para elucidar essa questão, vamos examinar as principais diferenças entre esses tipos de qualificação nas próximas seções deste artigo. Acompanhe atentamente e saiba mais.

Qual a importância da especialização para a carreira em cinema?

Como abordamos na introdução, conseguir destaque na carreira de cinema requer um preparo. Por mais que algumas pessoas que já estão no mercado não tenham diploma, é muito mais inviável alguém entrar nele sem essa qualificação. Um dos motivos é justamente a necessidade de embasamento técnico para o que o profissional vai fazer — o que se consegue com a especialização.

Esse estudo vai ajudar o profissional a perceber a teoria e a entender como aplicar esses conceitos na prática. Ou seja, você aprenderá as regras e as convenções, a fim de compreender como elas podem ser aplicadas em suas criações.

O interessante é que esses cursos ajudam na preparação para cada um dos quesitos específicos da arte: direção, edição, atuação, roteiro, fotografia etc.

É importante entender a importância de se especializar, em vez de somente optar pela generalização. Ser especializado significa conhecer os padrões e a linguagem específica aplicada em cada uma das subáreas do cinema. Isso representa um leque ainda maior de oportunidades no mercado.

Aprendendo mais sobre a linguagem cinematográfica, é possível, então, desenvolver o próprio estilo. Já que você sabe o que fazer, conhece as regras e tem base para quebrá-las propositadamente e criar algo único. Desse modo, seu trabalho será reconhecido e vai se destacar. Isso aumenta as chances de boas contratações.

Além disso, os cursos são ótimos para que os profissionais façam boas conexões e desenvolvam um networking interessante. Afinal, o aluno estará envolvido com diversas pessoas que buscam o mesmo objetivo e com professores experientes lecionando. Essa experiência ajuda a criar parcerias e a se integrar ao mercado com uma rede de contatos útil.

Por outro lado, o profissional tem mais opções de atuação: pode ser alguém que vai ativamente trabalhar na produção de filmes, um crítico cultural ou um professor acadêmico. Tendo, assim, oportunidades no cinema, na televisão, na internet e na universidade.

Como um curso técnico de cinema e uma faculdade se diferenciam?

Agora que já vimos a importância do estudo do cinema, vamos entender melhor como um curso técnico é diferente de uma faculdade.

Tempo e aprofundamento

Primeiramente, é importante pontuar que a faculdade requer um processo mais longo de formação, que conta, inclusive, com algumas regras. Há um processo de seleção, requer estágio obrigatório, precisa de um certo limite mínimo de nota para aprovação, entre outras questões.

Por sua vez, um curso técnico tende a ser mais informal e rápido. Não envolve tantos aspectos burocráticos, o que permite foco maior no conteúdo e no aprendizado. Aliás, o aprendizado em uma abordagem técnica é muito importante, já que ele é muito mais focado na prática e na assimilação do que é feito no dia a dia do cinema.

O objetivo é entender a aplicação direta dos conceitos, com menos aprofundamento em assuntos relacionados com suas origens e outras correlações. Assim, essa opção fornece as ferramentas para que um estudante seja capaz de entrar no mercado e construir uma carreira com as principais regras e estratégias.

A graduação permite divagações e experimentações, com pesquisas e atividades nesse sentido, de modo a tornar o aprendizado teórico mais completo.

A formação de uma faculdade é mais robusta em teoria e oferece ao aluno arcabouço interdisciplinar, com discussões e estudos de outras áreas, como filosofia e sociologia. Ou seja, prepara o estudante para refletir e ter uma visão crítica sobre filmes, de uma forma abrangente.

Preparação

A formação acadêmica é uma base para que o aluno se torne um pesquisador ou um professor, avançando em estágios a fim de conseguir mestrado e doutorado, por exemplo. É um fundamento para que a pessoa se torne uma mente pensante e alguém capaz de aprofundar a arte e explorar diversas dimensões dela.

Entrada

O ingresso na academia também tende a ser mais caro e, portanto, inacessível para muitas pessoas. Cursos técnicos são mais baratos e democráticos, atendendo, inclusive, pessoas que não contam com graduações da área em suas cidades.

Enfoque

A outra diferença é que faculdades são generalistas, no sentido que buscam ensinar o máximo de informação útil. Ao passo que qualificações técnicas são especialistas e ajudam os profissionais a focarem em algum aspecto específico, como direção ou edição. São bem simples e diretas no que têm a ensinar e na preparação de alguém para atender lacunas no mercado.

Até por isso, as pessoas que entram em faculdades muitas vezes não sabem o que querem. Elas têm uma ideia vaga do que o curso seja e tentam se descobrir enquanto estão o cursando.

Isso, em geral, gera um número muito alto de desistências e frustrações. Ao passo que uma opção técnica é frequentada por pessoas decididas, que escolheram um aspecto para se especializarem.

Como vimos, é importante estudar a sétima arte com esses métodos e buscar qualificação para conhecer aspectos teóricos e saber como aplicá-los. A compreensão do que existe hoje é o primeiro passo para que você consiga escolher o que é melhor para você e começar a estudar.

Entender as diferenças entre uma faculdade e um curso técnico de cinema é crucial para todo estudante que deseja realizar o sonho de trabalhar com o que ama. Assim, o profissional consegue o conhecimento que precisa para desenvolver seu estilo e se destacar nesse mercado concorrido.

Gostou de aprender sobre as diferenças entre uma faculdade e um curso técnico de cinema? Envie o texto para aquele amigo que precisa saber mais sobre o assunto e conheça o FILMWORKS – o curso técnico em Direção Cinematográfica da AIC!

*Texto Gabriel Sacramento e foto Dani Botelho


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos


Pentagrama Consultoria e Sistemas