Mercado cinematográfico: como conseguir espaço nesse nicho?

Qualquer discussão que aborde o mercado cinematográfico vai girar em círculos se não nos propusermos a responder primeiro a pergunta: “é possível viver de arte no Brasil?”. A resposta pode ser vista todos os dias, para quem convive com profissionais de criação em diversos ramos.

No entanto, o que eles fazem para sobreviver nesse mercado? Quais são os diferenciais daqueles que se firmam na produção audiovisual, seja como autônomos ou contratados de empresas de Cinema, publicidade e outras?

Este artigo vai abordar todas essas questões, oferecendo a você uma visão mais próxima do que significa viver da própria criação no país. Vamos detalhar o mercado cinematográfico, suas possibilidades e os diferenciais para se empregar nesse nicho. Entenda!

O mercado cinematográfico e suas tendências

Recentemente, a política do audiovisual passou por mudanças, o que afeta toda a cadeia produtiva da área no Brasil. As projeções são de que fique mais difícil conseguir patrocínios para a realização de obras cinematográficas, principalmente oriundas de fundos públicos.

No entanto, o profissional formado em Cinema não vive apenas da criação de filmes e documentários autorais. Existem muitas opções de trabalho, e cada uma delas exige habilidades diferentes do cineasta.

É necessário, também, desenvolver algumas aptidões que ajudam em qualquer carreira, e é nelas que vamos nos deter neste artigo. Abaixo, relacionamos algumas possibilidades de atuação que o profissional deve observar para se dar bem em cada área.

Vídeos publicitários

O brasileiro consome, em média, 4 horas e meia de conteúdo em vídeo por dia. Esse formato foi considerado tendência por profissionais de marketing digital e publicitários há alguns anos, e vem confirmando seu favoritismo entre os usuários.

Assim, não deve faltar espaço para a produção audiovisual na publicidade nos próximos anos. O provável é que os vídeos recebam cada vez mais demanda dos clientes dessas empresas e, consequentemente, cada vez mais orçamento nas campanhas.

Tendo isso em vista, não seria otimismo exagerado dizer que, mesmo em um cenário de crise, a oferta de emprego para cineastas no ramo da produção de vídeos para o mercado publicitário deve aumentar.

Conteúdo para canais do YouTube

A produção audiovisual para a maior plataforma de vídeos do mundo é tradicionalmente amadora e feita com poucos recursos financeiros. No entanto, se essa ainda é a tendência entre usuários que mantêm seus canais pessoais, a coisa é bem diferente para empresas.

Existe uma expectativa de que a produção audiovisual de grandes organizações seja mais elaborada. Nesse sentido, não basta uma boa ideia e uma câmera de smartphone. Vão ser necessários um roteiro e um direcionamento seguro na atuação.

Em casos em que o orçamento permitir, até a direção de arte, fotografia e assistência de direção devem ser empregadas. Quando o assunto é gerar conteúdo no YouTube, o que está sendo dito ainda é o mais importante, mas o modo como essa ideia é transmitida ao público pode ser o diferencial para que o vídeo atinja as primeiras colocações na busca.

Vídeos institucionais

A mesma lógica vale para vídeos criados para gerar reconhecimento da marca de empresas. Não importa se eles se direcionam aos próprios funcionários dessas organizações ou a consumidores potenciais.

No contexto de uma empresa que oferece serviços para outras empresas, por exemplo, um contrato milionário pode justificar um custo alto com vídeos de venda. E se falamos de pequenos negócios, também não é diferente. Muitos deles investem na contratação de profissionais de vídeo para apresentar um portfólio mais profissional.

Outros tipos de filmagens

Outras áreas do segmento artístico também são clientes potenciais do profissional do audiovisual. Músicos com seus videoclipes e shows, assim como atores e bailarinos com suas apresentações de artes cênicas e dança têm muito a ganhar com o olhar artístico de um cineasta.

Como conseguir seu espaço nesse nicho concorrido

Falando do nicho de Cinema propriamente dito, ainda assim são grandes as possibilidades de atuação. No entanto, é necessário saber cultivar alguns diferenciais que contribuem para a boa relação de qualquer profissional com seus clientes.

Dê importância ao planejamento

Ao executar um trabalho, é muito fácil concentrar-se na parte criativa, deixando de lado alguns elementos importantes para a conclusão de um filme. Por exemplo, um erro comum é pular as partes de pré-produção e começar logo a filmar.

Na maioria das vezes, isso acontece em decorrência de um prazo curto ou de pressão excessiva por resultados da parte da coordenação do projeto ou do cliente. É justamente nesse momento que fica fácil esquecer que o planejamento não é uma burocracia.

Ele serve para diminuir o tempo de execução do trabalho, economizando dinheiro e otimizando as etapas.

Divida as tarefas com outros profissionais

Mesmo que você seja metódico e cumpra todas as etapas de pré e pós-produção, não é uma boa centralizar muitas funções. Isso acontece, em primeiro lugar, porque a pluralidade de olhares é muito enriquecedora para a criação cinematográfica, assim como para qualquer obra artística.

Em segundo, porque realizar todas as etapas sozinho vai gerar estresse e comprometer a qualidade final do seu trabalho sem que você perceba.

Saiba lidar com as atividades não artísticas

A nova configuração do mercado cinematográfico exige do cineasta — e dos artistas em geral — que se torne empreendedor. Isso significa resolver problemas que não são propriamente artísticos em boa parte do tempo.

Captação de clientes, atendimento, relatórios, comprovação de gastos, controle financeiro… São muitas as habilidades que um profissional autônomo da área de Cinema deve desenvolver, mesmo que superficialmente.

Essas aptidões agregam muito à profissão do audiovisual, uma vez que transformam o cineasta em um artista completo. Ele consegue enxergar diversas nuances práticas no seu dia a dia, não ficando preso a dilemas de certa forma banais da criação sem prazos.

Na AIC, nossa maior preocupação é aliar teoria e prática nos cursos. Nossos professores estão inseridos no mercado cinematográfico e, por meio de um ensino pragmático, tomamos o cuidado de preparar os alunos para o mercado de trabalho.

Quer saber mais sobre como enxergar a sua carreira no mercado cinematográfico como um empreendimento? Gostaria de ouvir a opinião de profissionais desse ramo e suas experiências? Entre em contato com a gente e faça a sua inscrição nos nossos cursos!


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos