Como fazer networking no setor de audiovisual?

“Nenhum homem é uma ilha”. Essa frase pode ser antiga e um grande clichê, mas nem por isso é menos verdadeira. Ao nascer, dependemos de outras pessoas para nos alimentar até que a gente consiga fazer isso por conta própria e isso se repete em diferentes estágios da nossa vida — para aprender a andar, a amarrar um cadarço, a resolver uma equação do segundo grau.

Não seria diferente no mercado de trabalho. Quantas profissões podem entregar um produto final com a força de trabalho de um único indivíduo? Provavelmente muito poucas. Além disso, vivemos em sociedade, então escapar do contato com outras pessoas é praticamente impossível.

Nesse contexto, ampliar a rede de contatos para ir atrás de novas oportunidades profissionais é muito importante. Porém, nem sempre é uma tarefa fácil. Você sabe como fazer networking? Conhece a importância dessa estratégia para quem atua com audiovisual?

Se você respondeu “não” a alguma dessas perguntas, este texto é para você. Continue com a gente e tire suas principais dúvidas sobre o tema.

O que é networking?

Networking nada mais é que a sua rede de contatos. Trata-se de todas as pessoas que já passaram pela sua vida e que podem ser acionadas profissionalmente. Não necessariamente são pessoas com as quais você já trabalhou — podem ser professores ou mesmo amigos e parentes que podem levá-lo a uma outra conexão, ampliando a sua rede.

O networking é uma prática essencial em qualquer atividade econômica. Na prática, ele é a construção de relacionamento com os diferentes agentes da cadeia produtiva. Independentemente da sua área de atuação, dificilmente será possível produzir qualquer material — inclusive audiovisual — sozinho.

Dessa forma, é preciso investir na relação de vínculos com possíveis parceiros, investidores, clientes e diferentes prestadores de serviço. Como quaisquer outros, esses vínculos não surgem do dia para a noite. É pouco provável que você feche uma coprodução depois de uma única reunião de 10 minutos. Como veremos a seguir, fazer networking exige tempo e dedicação.

Qual a importância do networking no audiovisual?

Como falamos, o networking é uma estratégia válida para profissionais de diferentes segmentos. No audiovisual, ele ganha ainda mais importância por dois motivos diferentes. O primeiro deles é o fato de que, mesmo pequenas, as produções envolvem times bastante variados — atuação, captação, edição etc.

O segundo ponto é o fato de que o mercado não é fixo. A todo instante vemos o surgimento de novos veículos, produtores de conteúdos e grandes talentos com diferentes habilidades a serem descobertos. Dessa forma, é impossível interromper a busca pela expansão da sua base de contatos.

Sim, o networking é um trabalho sem fim. Sem dúvidas, ele é ainda mais relevante para quem não está inserido no mercado e está em busca de novas oportunidades. Porém, é por meio dele que quem já trabalha na área pode ampliar sua rede e alcançar novos patamares no segmento.

Como desenvolver o networking nesse meio?

Quando se trata de investir em networking, uma das principais dicas é ver e ser visto. Pesquise sobre as pessoas que se destacam no mercado, especialmente na área em que você pretende seguir. O primeiro passo é entender que você tem muito a aprender com eles. O segundo é descobrir como aprimorar o seu trabalho a ponto de fazer com ele seja notado por esses nomes.

Participar de eventos

A melhor maneira de começar a fazer networking é por meio da participação em eventos setoriais — ou seja, específicos na área de atuação que você tem interesse. Para quem pretende seguir carreira em produção, existem diversas opções nacionais e internacionais, como:

  • Rio2C (RJ);
  • MAX (MG);
  • Rio Market (RJ);
  • Brasil CineMundi (MG);
  • Nordeste Lab (BA);
  • Encontros de Cinema de Curitiba (PR);
  • MIPCOM (França);
  • Marché du Film (França).

Para quem quer seguir carreiras mais técnicas, como direção, fotografia ou montagem, a melhor forma de construir networking é expor os seus trabalhos em festivais de cinema. Existem festivais importantes destinados a iniciantes, como a Mostra de Cinema de Tiradentes, o Curta Cinema, o Kinoforum e o FBCU (Festival Brasileiro de Cinema Universitário).

Além da mostra dos filmes, esses festivais costumam organizar atividades paralelas, como mesas de debate, laboratórios, oficinas e encontros, que também são ótimas oportunidades de conhecer novas pessoas e ampliar os contatos.

Investir na formação profissional

Além de eventos e palestras, é interessante investir em cursos de formação — sejam eles técnicos, de curta duração ou mesmo online. Além de adquirir conhecimento teórico, ganhar experiência com a prática e aperfeiçoar o seu trabalho por meio da prática, essa é uma ótima oportunidade de ampliar a sua rede de contato.

Na Academia Internacional de Cinema, por exemplo, os professores têm íntima ligação e amplo conhecimento sobre o mercado audiovisual. Além deles, há também o contato com os demais colegas de turma, que podem vir a ser grandes parceiros profissionais.

Manter sempre o respeito

Não existe uma fórmula ideal para o networking. Porém, por mais que a ideia seja conhecer gente nova e falar sobre você e seu trabalho, é imprescindível manter o respeito. Saiba se colocar no mundo e puxar papo, mas procure ao máximo não deixar seu interlocutor desconfortável.

Algumas pessoas, por exemplo, não gostam de ser abordadas nas redes sociais por acharem a prática invasiva. Pergunte sobre a disponibilidade para aquela conversa — seja presencial, seja online — e só dê continuidade no contato ao sinal verde.

Ter um foco de atuação

Atirar para todos os lados costuma ser uma estratégia pouco eficiente e isso é válido também na hora de fazer networking. Antes de acionar os seus contatos profissionais, vale uma reflexão sobre seus desejos e planos no mercado. Com o que você quer trabalhar? Em que você quer se especializar? Como você quer ser reconhecido profissionalmente?

Se você tem dúvidas sobre o seu posicionamento profissional, pode ser interessante resolver isso primeiro. Uma vez que você estiver comprometido com um caminho, todas as decisões ficarão mais fáceis.

O networking é uma estratégia fundamental para quem quer se destacar no audiovisual. Com foco e cordialidade, é possível conhecer gente nova, abrir novas portas e conquistar cada vez mais espaço nesse mercado tão competitivo. Mas as vantagens não ficam só no campo profissional. Como nossas relações de trabalho hoje são muito misturadas às relações pessoais, é inevitável que a prática também leve à construção de boas amizades.

Agora que você chegou até aqui, por que não dar início à construção de um networking sólido e eficiente? Entre em contato com a gente agora mesmo para saber mais sobre nossas opções de formação profissional em audiovisual.

 


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos