Palestras gratuitas em Maio: Filmagem Subaquática e Mulheres negras no cenário do audiovisual

Este mês vamos ter novas palestras online sobre criação e o mercado audiovisual. No dia 13 de maio o diretor de fotografia subaquática Lucas Pupo fala sobre as aventuras e desafios da profissão. E no dia 20, a diretora Viviane Ferreira, a segunda mulher negra brasileira a dirigir um filme de longa-metragem, e a diretora de fotografia e professora da Academia Internacional de Cinema (AIC), Lílis Soares falam sobre a participação e a construção da imagem das mulheres negras no cinema. A programação é gratuita e a transmissão será feita ao vivo, a partir das 18h30, pelo Instagram da AIC.

Além das palestras, acompanhe também o nosso Cineclube, que acontece às quintas, no mesmo horário, no Canal do Youtube.

 

Desafios da Filmagem Subaquática – 13 de maio

Já imaginou ficar cara a cara com algumas das espécies mais perigosas do oceano? O que para a grande maioria seria um pesadelo, para o fotógrafo subaquático Lucas Pupo é quase um hobby. Além de ter participado da produção de fotografia de vários documentários, como Vida Selvagem, de Lawrence Wahba, Pupo também foi responsável pelas imagens subaquáticas do longa Aos Teus Olhos, de Carol Jabor, Praia do Futuro, de Karim Ainouz, e de vários filmes publicitários. São muitas histórias ao longo de quase vinte anos de carreira, que poderão ser ouvidas no próximo dia 13 de maio. Pupo vai falar sobre as aventuras e desafios da filmagem subaquática.

Mulheres negras no cenário do audiovisual brasileiro – 20 de maio

Um dia com Jerusa, longa de Viviane Ferreira e fotografia de Lílis Soares, é o primeiro longa-metragem brasileiro de ficção com uma equipe majoritariamente formada por mulheres negras. E Viviane a é a segunda diretora negra a realizar um longa-metragem no país, depois de Adélia Sampaio, em 1983! Lílis e Viviane vão falar sobre o cenário cinematográfico brasileiro que ainda expressa uma grande desigualdade.

 

Conheça os convidados e convidadas:

 

Lucas Gaspar Pupo

Lucas é fotógrafo, produtor, mergulhador e sócio da LiquidoPhoto, empresa especializada em projetos subaquáticos. Fotografou longa metragens, filmes comerciais, series de TV, documentários de vida selvagem, no Brasil e no exterior.  Foi premiado em Cannes e recebeu um Emmy Award de Outstanding Camera Work.

 

Viviane Ferreira

Viviane é diretora e roteirista, formada pelo Instituto Stanislavisck. Dirigiu e roteirizou diversos videoclipes e curtas documentais. Na ficção dirigiu e roteirizou os curtas Mumbi7Cenas pós Burkina (2010) e  O dia de Jerusa (2014), filmes que circularam em mostras e festivais nacionais e internacionais. Em seus trabalhos mais recentes assina a co-direção do longa-metragem Pessoas: viver para contar (2019),  produzido pela Casa Redonda; e a direção e roteiro do longa metragem Um Dia Com Jerusa (2019),  produzido pela Odun Filmes. Mestra em políticas do audiovisual, pela UNB-Universidade de Brasília. É ainda, presidente da APAN – Associação de Profissionais do Audiovisual Negro  e Diretora Artística do “Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul : Brasil, África, Caribe e Outras Diásporas.

Lílis Soares

Formada em Direção de Fotografia pelo Institut International de l’Image et du Son, na França, e em Rádio e TV pela UFRJ. Atuou em projetos voltados para mídia digital, TV e cinema em países como Brasil, França, Rússia, Suíça, Itália, Angola e República do Congo. Fez a direção de fotografia do longa-metragem Um dia com Jerusa, de Viviane Ferreira, dos curta-metragens Ilhas de Calor, de Ulisses Arthur, Minha historia é outra, de Mariana Campos, Enraizadas, de Juliana Nascimento e Gabriela Roza, Dentro, de Mariana Jaspe, Simone, de Renato Cândido e da campanha Ela decide, para a ONU, dentre outros. Esteve a frente da direção de fotografia das séries de ficção Meninas do Benfica, de Roberta Marques e Luciana Vieira e Fim de Comédia, de Jéssica Queiroz.

Lílis ministrou no curso de direção de fotografia na escola de audiovisual da Vila das Artes, em Fortaleza, e é professora de direção de fotografia da Academia Internacional de Cinema.

Este ano recebeu o prêmio Helena Ignez, oferecido pelo Júri Oficial a um destaque feminino da 23ª Mostra Tiradentes.


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos