José Luiz Villamarim, diretor das novelas e séries de maior sucesso da Rede Globo, abre a Semana de Orientação no Rio de Janeiro

Quem não lembra da vilã Carminha (Adriane Esteves) da novela – recordista de audiência – “Avenida Brasil” ou das cenas de amor entre Leandro (Cauã Reymond) e Antônia (Isis Valverde) na minissérie “Amores Roubados”? José Luiz Villamarim, diretor de novelas e projetos especiais  e,  um dos mais aclamados diretores artístico da Rede Globo, abre a Semana de Orientação da Academia Internacional de Cinema (AIC) do Rio de Janeiro, evento que traz cineastas para um ciclo de palestras gratuitas e abertas ao público.

Para participar do evento inscreva-se aqui

Exibição Exclusiva de Redemoinho

villamarim, redemoinho, diretor de novela
Cena de “Redemoinho”, a primeira incursão de Villamarim no cinema, que conta a história dos grandes amigos de infância que se reencontram depois muitos anos afastados. Crédito fotos: Walter Carvalho

“Redemoinho”, a primeira incursão de Villamarim no cinema, será exibido no estúdio da AIC, às 17h30, antes do bate-papo com o diretor. A exibição especial acontece em paralelo com a estreia nos cinemas.

Premiado no Festival do Rio 2016 (Melhor Ator e Prêmio Especial do Júri), o filme também foi exibido na 40ª Mostra Internacional de Cinema e no 38º Festival de Havana e traz no elenco Irandhir Santos, Julio Andrade, Dira Paes, Cássia Kis entre outros grandes nomes. Por traz das câmeras, parceiros constantes de seus projetos na TV, como o roteirista George Moura e o diretor de fotografia Walter Carvalho.

O filme conta a história dos grandes amigos de infância, Luzimar e Gildo, que se reencontram depois muitos anos afastados. Eles cresceram juntos em Cataguases, interior de Minas Gerais. Luzimar nunca saiu de sua cidade e trabalha numa fábrica de tecelagem. Gildo mudou-se para São Paulo onde acredita ter se tornado um homem mais bem-sucedido. Na noite de Natal, Luzimar e Gildo se confrontam com o passado e, num intenso mergulho em suas memórias, partem para um arriscado acerto de contas.

“Redemoinho fala do conflito e da angustiante dúvida sobre quem fez a melhor escolha: aquele que partiu da cidade onde nasceu ou aquele que escolheu ficar”, define Villamarim. “Gildo sai de Cataguases, mas Cataguases não sai de dentro dele. Também é uma história sobre a amizade e a implosão dos laços de afeto familiares, que traz uma série de questões sobre esse país em transe no qual vivemos nos dias de hoje. ”, conta.

O Diretor de Novela (e minissérie e séries e filme…)

Villamarim, diretor de novela, Irandhir Santos
Irandhir Santos em cena do longa, exibido na AIC no próximo dia 14. Crédito Walter Carvalho

Há mais de 20 anos dirigindo na Globo, Villamarim foi indicado ao Emmy Internacional, o mais importante prêmio da TV mundial, por três vezes: pelas novelas “Avenida Brasil” e “Paraíso Tropical” e pelo programa “Por Toda Minha Vida – Mamonas Assassinas”. Mineiro, formado em economia, Villamarim já dirigiu 16 novelas, as minisséries “Justiça”, “O Rebu” e “O Canto da Sereia”, “Anos Rebeldes” e “Mad Maria” e o seriado “Força Tarefa”, entre outros programas.

A Semana de Orientação

Em sua 12ª edição, a Semana de Orientação tradicionalmente inaugura o ano letivo do FILMWORKS – Curso Técnico em Direção Cinematográfica e movimenta os debates sobre criação cinematográfica. Este ano o evento acontece em São Paulo e no Rio de Janeiro entre os dias 14 e 16 de fevereiro e além de Villamarim conta com a com exibição de filmes e palestras de outros grandes nomes do cinema nacional, entre eles Wagner Moura, Marina Person, Beto Brant, Marçal Aquino e Emilia Silveira. O evento é gratuito e aberto ao público, mediante a inscrição prévia.

Desde a sua primeira edição, em 2006, diversos cineastas de já estiveram na AIC, ampliando as discussões sobre cinema contemporâneo, entre eles o fotógrafo polonês Grzegorz Kedzierski (“Avalon”), o ator e diretor Joshua Leonard (“Bruxa de Blair”), a diretora argentina Lucrecia Martel (“A Menina Santa”), a diretora de arte Vera Hamburger (“Carandiru”), o roteirista Bráulio Mantovani (“Tropa de Elite” e “Cidade de Deus”), o documentarista João Moreira Salles (“Santiago”), o diretor boliviano Juan Carlos Valdivia (“Zona Sur”), o diretor chileno Sebastián Silva (“La Nana”, “Magic Magic”), o ator José Wilker, entre tantos outros.

Para participar, faça sua inscrição aqui.