Enrique Diáz fecha a edição carioca da Semana de Orientação

Enrique Diaz na AIC O ator e diretor de teatro, Enrique Diáz, fechou ontem a 14ª edição da Semana de Orientação da Academia Internacional de Cinema (AIC) no Rio de Janeiro. Descontraído, chegou fazendo a plateia rir e deixou todos à vontade para interagir e interromper quando quisessem.

Enrique trouxe reflexões sobre momentos históricos pelos quais todo ser humano passa e como eles interferem na vida de cada um, além de serem importantes ferramentas para a vida de qualquer ator. “Cada vivência vai nos moldando, somos fruto dessas experiências e elas afetam nosso olhar sobre o mundo”.

O ator falou sobre vários de seus personagens, o trabalho de direção em novelas e teatro, da vontade de dirigir para o cinema, sobre o trabalho em “Moscou”, com Eduardo Coutinho e sobre o filme “Ferrugem” (Aly Muritiba), exibido antes da palestra no estúdio da escola.

Nascido no Peru, veio para o Brasil ainda criança. O caçula de uma família de seis filhos, Enrique contou um pouco sobre sua história e sobre sua primeira atuação no cinema, em 1985, no filme “Urubus e Papagaios”, de José Joffily. Também falou do grupo teatral Cia. dos Atores, que fundou com amigos e das adaptações de Tchekhov (As três irmãs) e Shakespeare (Hamlet, transformado em Ensaio.Hamlet).

Fotos: Bel Junqueira


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos