Dicezar Leandro

Dicezar Leandro

Diretor de arte para audiovisual, cenógrafo e produtor de arte. Trabalhou com Brigitte Broch (ganhadora do Oscar por “Moulin Rouge” e diretora de arte em “Amores Perros”, “Biutiful”, “21 Gramas”, “O Leitor”, entre outros) como diretor de arte de set em produção nacional, também fez a direção de arte no longa-metragem “Oração do Amor Selvagem”, de Chico Faganello e da série “O Louco dos Viadutos”, de Eliane Caffé. Outro destaque vai para o longa-metragem “Cores”, de Francisco Garcia, no qual fez produção de arte. Fez direção de arte em curtas-metragem sob a direção de André Collazzi Meirelles, Cinthia Domit Bittar, Daniel Chaia, Daniel Grispum, Eduardo Mattos, Eduardo Kishimoto, Fernando Honesko, Juliana Rojas, Roney Freitas, Rui Calvo e Thais Fujinaga, pelos quais recebeu 6 prêmios de melhor direção de arte, sendo o mais expressivo Melhor Direção de arte no CINE PE 2015, pelo O Segredo da Família Urso, de Cíntia Domit Bittar. Fez direção de arte em séries pros Barbixas (web – Barbixanos), HBO (A Grande Luta), History Channel & Cinegroup (Mil Dias – A Saga da Construção de Brasília) e Sentimental FIlmes (Summertime – em pós-produção e negociação com canais) e em publicidade para anunciantes como: Governo Federal, Renault, Grupo Riviera, Gillete, Revlon, Hasbro, Fox, Cerrati, Matel, Lojas Colombo, Club Social, Budweiser, etc.

Prata é o grande vencedor do Prêmio Curta Cinema 2020

O curta-metragem “Prata”, dirigido pelo ex-aluno, Lucas Melo – jovem realizador da Baixada Fluminense, venceu o Grande Prêmio Curta Cinema 2020, principal prêmio de curtas-metragens do país. Com o prêmio, o filme está qualificado...