VENCEDORES DO FIMWORKS FILM FESTIVAL 2016

filmworks film festival 2016

Convidados prestigiando os filmes dos alunos e ex-aluno no Filmworks Film Festival 2016

Só quem já esteve em um festival de cinema para entender o clima. Um ‘q’ de ansiedade misturado a satisfação em assistir ao filme na telona. Sem contar o frio na barriga com a espera da premiação e a boa sensação ao receber um troféu. Em sua 7ª edição, o Filmworks Film Festival, o festival exclusivo da Academia Internacional de Cinema (AIC), premia os filmes produzidos por alunos e ex-alunos do Filmworks – o Curso Técnico em Direção Cinematográfica da escola.

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho dando seu foto para o Melhor Filme eleito pelo Júri Popular

A exibição dos 28 filmes concorrentes aconteceu entre os dias 10 e 11 no Reserva Cultural em São Paulo e contou com a presença de alunos, ex-alunos, familiares, professores, jurados e convidados. Entre as presenças ilustres estavam o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, que foi a convite de um aluno e fez questão de votar no prêmio de Júri Popular, o produtor Fabiano Gullane, que entregou o prêmio de Melhor Filme e Maurício Santana, diretor da Iguale Comunicação de Acessibilidade que entregou o prêmio de Melhor Atriz.

O Melhor Filme

crônicas do meu silêncio

Beatriz Pessoa e Maria Spector receberam os prêmios de Melhor Filme e Prêmio Atualidades pelo filme “Crônicas do Meu Silêncio”

O prêmio de Melhor Filme foi para o curta-metragem “Crônicas do Meu Silêncio”, dirigido pela ex-aluna Beatriz Pessoa. Um manifesto atual sobre a violência contra a mulher, retratado em três depoimentos.

“A gente até achou que tinha chance de ganhar o prêmio de Atualidades, mas não esperávamos ganhar o de Melhor Filme, tendo em vista a qualidade dos outros curtas. Foi uma surpresa muito boa. Ficamos muito felizes”, contam as ex-alunas Beatriz Pessoa e Maria Spector, depois de receberem o prêmio.

Recentemente, por conta do fatídico caso de estupro no Rio de Janeiro, as ex-alunas abriram mão da carreira do filme em festivais e postaram o filme no YOUTUBE. “(…) Devido a todos os ocorridos nos últimos dias, optamos por deixar os festivais de lado, e tornar o vídeo público. Percebemos que a partir do momento em que militamos através do cinema, numa situação como essa, deixar o filme fechado, é a mesma coisa que ter uma arma e usa-la apenas em competições de tiro ao alvo (…) ”, disse Beatriz na sua página do Facebook”.

Todos Os Vencedores

  • Júri Popular: “Salif”, de Melquior Brito

    Fabiano Gullane

    Fabiano Gullane, diretor da Gullane Entretenimento, que entregou o troféu de Melhor Filme e os prêmios de encode DCP oferecido pela Mistika + e serviço de mixagem oferecido pela Cinecolor. |

  • New Vision: “A Página”, dirigido por Guilherme Andrade
  • Melhor Atriz: Jo Schmdt, filme “Do Lar”, de Erick Gasparetto
  • Melhor Ator: Cheick M Bamba Sow, também de “Salif”, de Melquior Brito
  • Prêmio Atualidade: “Crônicas do Meu Silêncio”, de Beatriz Pessoa
  • Melhor Filme: “Crônicas do Meu Silêncio”, de Beatriz Pessoa

Os Prêmios

mauricio santana

Mauricio Santana da Iguale Comunicações entregou o prêmio de Melhor Atriz para Jo Schmidt

Entre os prêmios distribuídos estavam kits de DVDs oferecidos pela Imovision, diárias de kit filmagem oferecidas pela Marc Filmes, serviço de acessibilidade que inclui audiodescrição, libras e cloused caption oferecido pela Iguale Comunicação, crédito de R$ 4.000 em locação de equipamento de iluminação oferecido pela Locall, serviço de mixagem oferecido pela Cinecolor e encode DCP oferecido pela Mistika .

*Fotos: Alexandre Borges

 

logos parceiros fwff2016