“Faça filmes a partir da sua experiência”, diz Sebastián Silva

“Talvez você tenha uma mãe que foi alcóolatra, ou tenha sido cleptomaníaco na adolescência, se você olhar para a sua própria história, para aquilo que você conhece, vai encontrar muitas histórias para os seus roteiros”, disse o diretor chileno Sebastián Silva durante sua palestra na Semana de Orientação na AIC. Ele diz que esse é um princípio que usa em todos os seus filmes.

O filme La Nana, por exemplo, escrito e dirigido por ele, que ganhou mais de 25 prêmios, incluindo melhor filme dramático no Festival de Sundance e uma indicação ao Globo de Ouro em 2010, foi rodado na casa de seus pais e se baseia na vida da empregada da família. Seu próximo longa, Magic, Magic (apontado pelo site ioncinema como um dos 100 filmes mais esperados do ano), uma produção americana que tem o jovem ator hollywoodiano Michael Cera no elenco e será rodada no Chile, é um road trip que tem muito a ver com uma viagem feita por Sebastián e alguns amigos anos atrás, cheia de percalços e encontros inusitados (ele divertiu a plateia com alguns detalhes fantásticos ainda pouco conhecidos da história).

Logo no início da palestra, depois de exibir o primeiro capítulo de uma webseries que escreveu e dirigiu para a HBO, e que tem como protagonista uma garota americana chamada Jacqueline, ele deixou bem claro até que ponto pode chegar o teor autobiográfico em seus filmes: “Eu sou Jacqueline”.

* Fotos Gustavo Lourenço