Por que vale a pena investir em um curso de férias? Descubra!

Ir à faculdade, estudar em casa, fazer todos os trabalhos, correr para o estágio ou mesmo para o emprego que paga as contas no fim do mês, socializar com os amigos e ainda tentar se divertir. É, a vida dos estudantes não é fácil. Ao fim do dia, a sensação é de que não dá tempo de nada!

Se você já se pegou pensando que falta tempo para se preparar para o mercado de trabalho, você não está sozinho ou errado. A pressão é cada vez maior, assim como a competitividade entre os novos profissionais. Uma forma de manter todos os pratinhos equilibrados e não ficar para trás da concorrência é investir em um bom curso de férias.

Com curta duração, mas carga horária intensa, esse tipo de formação pode trazer diversas vantagens. Quer saber mais sobre o tema? Então, acompanhe a leitura deste texto para entender mais a fundo como funciona um curso de férias e quais as suas principais vantagens!

O que é e como funciona um curso de férias?

Um curso de férias consiste em uma formação de curta duração. Assim, comumente é ministrado no período do recesso escolar — especialmente nos meses de julho ou janeiro. Dificilmente ele tem mais de 30 dias de duração, mas alguns cursos podem trazer cargas horárias maiores, podendo chegar a 50 horas totais ou até mesmo ultrapassar esse período.

Essa modalidade de formação é bastante popular entre alunos de cursos de idiomas. Afinal, estudar inglês nas férias é considerado hoje em dia um “atalho” para quem precisa alcançar a proficiência em pouco tempo.

Porém, outras áreas oferecem cursos específicos nessa modalidade, que trazem grandes vantagens a quem está querendo ingressar em uma nova carreira, ganhar uma chance no mercado de trabalho ou se aperfeiçoar em uma área ainda não dominada.

Quais as principais vantagens desse tipo de curso?

Depois de um semestre inteiro de correria, testes e avaliações, o período das férias realmente traz um merecido descanso. Porém, é possível otimizar ainda mais o tempo livre com o investimento em um curso de férias. Se você acha que vai “perder tempo” com esse tipo de formação, saiba que está muito enganado.

Cursos de curta duração, mas com uma intensa carga horária, podem ser uma ótima oportunidade para investir na sua carreira. Trata-se de uma forma diferente de se aperfeiçoar em um tema específico e aumentar a rede de contatos no mercado — o que é especialmente interessante para quem está começando.

Confira, a seguir, quatro grandes motivos para investir nesse tipo de formação!

Curta duração

A curta duração é sim uma vantagem. Comumente, ela faz com que os cursos de férias sejam mais específicos. Assim, você não vai passar 6 meses estudando uma longa disciplina para que poucas coisas possam ser aplicadas de forma prática.

Pelo contrário: como o tempo é curto, o foco é primordial, e a grade curricular que será trabalhada é bastante enxuta. Dessa forma, de cara você já pode escolher um curso específico, mas bastante direcionado às suas necessidades e com muito a acrescentar à sua formação.

Bom custo-benefício

O custo investido para a realização de um curso de férias é baixo se comparado com qualquer formação de longa duração. Porém, o retorno obtido pode ser extremamente satisfatório e contribuir bastante para a sua qualificação. Isso acontece especialmente porque as aulas costumam ter uma programação mais intensa, como veremos a seguir.

Além disso, essa modalidade de aulas também é muito interessante para quem ainda não tem certeza da área de atuação que deseja seguir dentro da formação escolhida. Vamos supor que você queira trabalhar com cinema, mas ainda não consegue entender se prefere estar em frente ou atrás das câmeras; ou quer uma carreira em publicidade, mas segue em dúvida entre as áreas de criação e atendimento, por exemplo.

Se esse é o seu caso, você pode investir em cursos de férias específicos para descobrir onde está a sua maior habilidade ou com quais áreas você tem mais afinidade. Com um investimento relativamente baixo e um tempo de dedicação não muito longo, você já terá um nível de imersão satisfatório para uma decisão mais bem orientada.

Criação de networking

Não importa a área que você escolher atuar: você nunca trabalhará sozinho! Dito isso, já fica mais fácil entender a importância do networking, não é mesmo? Criar uma rede de contatos é fundamental não só para ter apoio dentro da profissão, mas também para expandir o seu nome e cavar novas oportunidades.

Participar de eventos, congressos e cursos de férias é uma forma de conquistar isso. E quanto antes melhor! Muitas vezes, é o networking que determina o ingresso (ou não) de alguém em determinada área do mercado de trabalho!

Atividades intensas

As cargas horárias dos cursos de férias podem variar, assim como o número de encontro semanais. Porém, uma coisa é certa: as atividades são bastante intensas! 

Diferentemente de um curso mais longo, em que você não convive de forma tão frequente com aquele grupo e ainda tem outras atividades no meio do caminho, nessa modalidade de formação, as trocas costumam ser menos espaçadas.

O contato intenso e frequente com o tópico estudado permite um maior estímulo da sua criatividade, assim como o reforço e o real aprendizado da disciplina. Isso é ainda mais impactante quando o curso oferece atividades práticas — e é sobre isso que falaremos a seguir!

Como escolher um curso de férias?

Já está convencido de que fazer um curso de férias é importante para o seu futuro profissional? Ótimo! Porém, agora resta a dúvida sobre qual instituição de ensino escolher. Não se preocupe, pois também temos algumas dicas para ajudar nesse processo!

A primeira delas é optar por uma escola que já tenha experiência em cursos de férias. Aqui, a forma de trabalho é diferente, os encontros são mais frequentes e as atividades são intensas — portanto, o ideal é escolher uma instituição que conte com metodologias e professores já adaptados a essa realidade.

A qualidade e o reconhecimento no mercado são outras características que não podem ficar de fora da sua decisão. Pesquise sobre as escolas que você tem interesse e, se possível, localize ex-alunos para saber mais sobre a experiência que tiveram. Também vale “dar um Google” nos professores para entender se suas expectativas serão atendidas.

Por fim, mas não menos importante: confira a grade do curso! Se a informação não estiver suficientemente clara online, entre em contato por telefone ou pessoalmente para tirar todas as suas dúvidas. O ideal é que a formação privilegie o aprendizado prático, de forma a tirar um bom proveito da intensidade da carga horária.

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente, e é preciso aproveitar toda e qualquer oportunidade para investir no seu futuro profissional — inclusive os momentos que poderiam ser de folga. Fazer um curso de férias traz muitos ganhos e, mesmo com uma carga horária intensa, a exigência é reduzida. Assim, ainda sobra uns minutinhos para a sua série favorita na Netflix!

Quer continuar se preparando para o mercado de trabalho e receber outros conteúdos interessantes diretamente no seu e-mail? Então, aproveite a visita e assine a nossa newsletter agora mesmo!


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos

[mautic type="form" id="4"]