Conheça 5 filmes e cenas incríveis feitos em plano-sequência

O plano-sequência é uma técnica audiovisual em que uma cena é apresentada sem cortes, geralmente para acompanhar o personagem a partir de uma única perspectiva e ao longo de toda uma ação.

A prática já foi utilizada para evitar ou reduzir o trabalho (e os custos) com a edição e com a montagem dos filmes. Hoje em dia, é mais comum para trazer ao espectador uma sensação de imersão.

Enquanto alguns filmes contam com algumas cenas em plano-sequência — como é o caso de La La Land e sua icônica cena de abertura —, outros são construídos em sua totalidade dessa forma, contando com poucos cortes “escondidos” em cenas específicas.

Nesses casos, produtores e continuístas precisam ter atenção redobrada a detalhes e os atores precisam estar muito bem ensaiados. Imagine errar a última fala em take de mais de cinco minutos e ter que refazer tudo isso?

Sem dúvidas, trata-se de uma escolha ousada, trabalhosa e que exige um grande trabalho e sintonia da equipe. Entretanto, é também uma técnica que enriquece — e muito! — a narrativa apresentada.

Duvida? Então continue com a gente e confira 5 grandes (e premiados) filmes que utilizam o plano-sequência em sua construção!

1. 1917

O filme de Sam Mendes, que recebeu incríveis 10 indicações ao Oscar 2019, é uma das obras cinematográficas mais recentes que podemos observar o plano-sequência. Inspirado em histórias contadas pelo avô do diretor, o longa-metragem se passa durante a Primeira Guerra Mundial, com marcantes e longas cenas de conflitos e emboscadas.

Além dos longos takes, outra técnica que chama atenção em 1917 é o uso da câmera por trás dos personagens ou a partir de suas perspectivas — algo comum aos videogames e que levou o filme a ser comparado a um jogo de guerra.

2. Birdman (ou A Inesperada Virtude da Ignorância)

Dirigido por Alejandro Iñárritu, o ganhador do Oscar de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Fotografia e Melhor Roteiro Original de 2015, também é apresentado ao espectador em plano-sequência. O longa conta a história de um famoso ator que cai no ostracismo e tenta recuperar o sucesso e a fama por meio de um clássico da Broadway.

O diretor afirmou que optou por essa técnica ao perceber que a vida real é sem edição e que queria que o público percebesse e sentisse isso por meio dos conflitos do personagem principal.

Além disso, a ideia do filme foi concebida juntamente com a forma pela qual seria executada. Isso significa que a vontade de simular um único take para todo o filme foi algo considerado desde a criação de seu roteiro, trazendo grandes desafios a toda a equipe.

3. O Regresso

O filme que finalmente rendeu o Oscar de Melhor Ator a Leonardo DiCaprio é também dirigido por Alejandro Iñárritu — e sim, ele levou para casa a estatueta de Melhor Direção um ano depois de Birdman, se tornando o terceiro diretor a alcançar tal façanha de forma consecutiva.

Mesmo depois de tantos desafios vividos com Birdman, Iñárritu considerou filmar O Regresso também em uma única tomada. Entretanto, o diretor recuou depois de considerar outras dificuldades impostas pelo filme — como o inverno rigoroso e as filmagens ao ar livre que em sua maioria contavam exclusivamente com luz natural.

Ainda assim, o filme tem diversas cenas em que o plano-sequência aparece, como a da batalha inicial — que contou com um mês de ensaios até poder ser filmada — e merece o registro nesta lista.

 

 

4. 12 Anos de Escravidão

Como o nome já sugere, 12 Anos de Escravidão, de Steve McQueen, retrata um dos períodos mais sombrios da história dos Estados Unidos, contando a história de um escravizado liberto que volta a ser sequestrado e aprisionado.

Assim como O Regresso, o filme conta com apenas algumas cenas em plano-sequência, mas merece o destaque. Uma das cenas em que o diretor optou por utilizar essa técnica mostra uma situação de violência sofrida por Patsey, vivida por Lupita Nyong’o.

Plano sequencia – 12 anos de ecsravidão from NECUPF on Vimeo.

Voltando à ideia de usar a técnica com um propósito imersivo, é o plano sequência de longos 6 minutos — juntamente com as atuações impecáveis e a trilha sonora — que evidencia tanto os aspectos físicos quanto psicológicos do abuso e fazem o público quase sentir o que se passava com a personagem, compartilhando sua angústia.

5. Filhos da Esperança

O mexicano Alfonso Cuarón que levou o Oscar de Melhor filme com Roma, também já se aventurou em cenas feitas em plano-sequência. Filhos da Esperança, de 2006, conta uma história em que as mulheres não conseguem mais engravidar por motivos desconhecidos e a humanidade se vê ameaçada de extinção.

Uma das cenas mais marcantes do longa mostra cinco personagens “apertados” em um carro, fazendo com que o expectador praticamente se sinta ali dentro — o que também contribui para uma leve sensação de agonia conforme a cena se desenvolve.

Os movimentos de câmera são lentos e ajudam a contar a história — trazendo destaque a um ou outro personagem — e se move junto com o veículo, inclusive, quando ele precisa entrar em marcha ré durante uma perseguição que culmina em um verdadeiro plot twist.

Plano sequencia – Filhos da Esperança 1 from Festim Cinéfilo on Vimeo.

Como você viu, o cinema já criou vários filmes em planos-sequência — com diferentes propósitos e objetivos, mas com a vontade de cativar o público em comum. Como falamos, esse é um trabalho em equipe e que, apesar de tentar diminuir os esforços da pós-produção, exige muita preparação e estudo da produção e dos atores.

Vale frisar, ainda, que a técnica não é restrita a grandes obras cinematográficas, podendo ser incorporada a diferentes produções audiovisuais. O plano-sequência já foi usado em vídeo clipes — como em Chandelier, da australiana Sia; e em Triste, Louca ou Má, da banda brasileira Francisco, El Hombre —, assim como em séries televisivas, como a brasileira Sob Pressão e a super produzida Game of Thrones.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre essa técnica cinematográfica e esses filmes? Esperamos que sim! Lembra de alguma outra obra que ficou de fora da nossa lista? Conta pra gente nas redes sociais.

*Texto Amanda Pinho e fotos divulgação do filme O Regresso.


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos


Pentagrama Consultoria e Sistemas