Vanessa Prieto fecha a Semana de Orientação em São Paulo

O último dia da Semana de Orientação da Academia Internacional de Cinema (AIC) de São Paulo teve bate-papo com a atriz, escritora, produtora e roteirista Vanessa Prieto, que atuou em “Falsa Loura” de Carlos Reichenbach e na série “Zé do Caixão”, contracenando com Matheus Nachtergaele.

Vanessa falou sobre direção de atores, atuação e elementos da construção da cena. Trouxe dicas valiosas para diretores e atores terem relações bem-sucedidas e colaborativas ao longo de suas carreiras.

Recomendou que diretores e roteiristas façam aulas de atuação para que se familiarizem com a arte e a técnica de atuar em frente às câmeras. Ressaltou a importância do ensaio e de como ele produz conexão e confiança entre ator e diretor. Falou também sobre o que o diretor pode fazer durante o set de filmagem para que os atores sintam-se seguros o suficiente para encontrarem seu eixo e se arrisquem em sua interpretação.

“Dirigir os atores deveria ser um dos trabalhos mais desejado pelo diretor. Os atores querem se conectar com o diretor do filme, que é o coração da obra. Seria muito melhor que as produções contratassem um preparador de diretor, e não um preparador de atores. Esse profissional ajudaria o diretor a entender cada cena, qual sua dificuldade emocional, e como ele pode conseguir isso dos atores”, diz Vanessa.

Além de Vanessa Prieto, essa edição da Semana de Orientação contou com a participação do montador e diretor Daniel Rezende, as cineastas Tata Amaral e Mini Kerti, o diretor Pedro Freire e a atriz Isadora Ferrite.

*Fotos Alê Borges


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos