Guia Comparativo de Carreiras do Cinema

Você adora filmes, sabe tudo sobre os melhores lançamentos no cinema, já fez suas experiências gravando vídeos com o celular ou câmeras amadoras, tem criatividade e sensibilidade de sobra, gosta de artes, de escrever ou de fotografar, não é muito fã de rotina, sempre teve vontade de seguir uma carreira na sétima arte? Caso se encaixe em uma ou mais dessas alternativas, está no lugar certo.

Deixe seu e-mail e Receba…

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos nos cursos da AIC





Escolher uma profissão nunca é fácil. Para tornar tudo ainda mais complicado, existem algumas escolhas profissionais consideradas “normais” e outras um pouco mais “alternativas”. No Brasil, onde não há uma indústria audiovisual como a hollywoodiana, muitas pessoas acabam optando por carreiras teoricamente mais seguras ou convencionais do que o cinema. No entanto, embora seja cercado por glamour, o fazer cinematográfico é um trabalho como qualquer outro: exige estudo, algum talento, um pouco de sorte e muito esforço, mas pode ser bastante recompensador em vários aspectos, inclusive o financeiro.

Uma das maiores dúvidas, para quem deseja ingressar na produção audiovisual, é: o que fazer? Como saber no que você é bom, em que área seus conhecimentos e habilidades melhor se encaixam? A maioria dos estudantes de cinema entram em seus cursos com a ideia de que serão diretores. A primeira descoberta é que não há espaço em um set de filmagem para uma dezena de pessoas dirigindo, sem que as outras funções sejam preenchidas. A segunda descoberta – e talvez a mais importante – é que, na construção de um filme, existem outros departamentos tão criativos e fascinantes quanto a direção.

Para conhecer as diversas profissões que existem dentro da produção cinematográfica e, assim, poder escolher a sua, preparamos um Guia Comparativo de Carreiras do Cinema, com tudo o que você precisa saber para dar os primeiros passos. Tendo essas informações em mente, fica muito mais fácil se aprofundar naquilo que você realmente quer ser.

Dentro do set

Primeiramente, vamos entender o básico sobre como funciona a criação de um filme. Antes de qualquer outra coisa, é preciso um roteirista, para colocar a história no papel. A partir disso, um diretor visualiza como aquelas palavras serão transformadas em imagens. O conceito visual é desenvolvido e realizado junto a um diretor de arte (que cuida, resumidamente, dos cenários, objetos e figurinos). Outro profissional envolvido na criação das imagens que aparecerão na tela é o diretor de fotografia, que planeja e executa todos os conceitos relacionados a luz, cores, texturas, enquadramentos e movimentos de câmera. Há também o responsável pela captação e o desenho de som. Finalmente, existe a pessoa que irá montar todo o conteúdo audiovisual captado – o editor. Não podemos esquecer dos atores, que dão vida aos personagens do roteiro. Tudo isso é orquestrado pelo diretor, mas só acontece com a presença de um produtor, que é o profissional que vai atrás dos recursos ou parcerias e faz a coisa, de fato, acontecer.

Naturalmente, cada área do cinema possui suas hierarquias, que podem incluir assistentes e outros cargos relacionados. É possível montar um set com centenas de pessoas ou com apenas uma (nesse caso, um cineasta guerrilheiro com uma ideia na cabeça e uma câmera na mão). Contudo, mesmo em uma produção muito enxuta, essa equipe básica pode ser considerada como o mínimo necessário para que um filme aconteça.

Roteirista

O trabalho do roteirista é, basicamente, colocar as ideias na página. Ele é o primeiro a começar a contar uma história que ganha vida durante a produção e só termina, de verdade, na sala de edição. A profissão é para quem gosta muito de escrever e está preparado para uma rotina um pouco mais solitária do que a das outras carreiras cinematográficas. No entanto, não existe roteirista apenas no cinema. A carreira possibilita trabalhos na TV, internet, conteúdos institucionais, etc.

Diretor

A função do diretor, em um set de filmagem, é saber o que quer. Ele não é apenas a pessoa que grita “ação!” e “corta” no início e final de cada cena, mas quem deve fazer as escolhas narrativas para transformar a história que está no papel em imagens em movimento. É na cabeça do diretor que o filme se constrói.

Como o maestro de uma orquestra, esse profissional conduz o restante da equipe para executar sua visão da história. Para atuar na área você precisa ser determinado, ter espírito de liderança, muita sensibilidade e criatividade.

Produtor

A produção é a espinha dorsal de qualquer projeto audiovisual, responsável pelo planejamento e pela execução de todas as ações que viabilizam o filme. Em resumo, é o produtor quem dá condições para que os demais departamentos funcionem de maneira adequada, a fim de que o projeto fique pronto no tempo previsto pelo cronograma e dentro do orçamento. Um bom produtor deve estar preparado, acima de tudo, para resolver problemas. Quem deseja ingressar nessa carreira deve ter muito jogo de cintura, ser um bom comunicador e um excelente negociador.

Diretor de Arte

Em poucas palavras, o diretor de arte (ou production designer) é o responsável por criar o conceito visual do filme e orientar sua equipe para a execução dessas ideias. É como se ele ajudasse a dar tridimensionalidade ao roteiro, por meio de cenários, objetos e figurinos, criando a realidade na qual os personagens irão habitar. É esse profissional quem desenvolve (conceitualmente e na prática) tudo o que depois será captado pela câmera. Geralmente, quem se interessa pela área são as pessoas mais artísticas, com a criatividade aflorada e alguma facilidade para lidar com desenhos, modelagem e perspectiva.

Diretor de Fotografia

A direção de fotografia é a área que controla o processo de construção e registro das imagens de um filme, levando para a tela tudo o que foi visualizado na pré-produção, por meio de ferramentas técnicas como iluminação, filtros, lentes, movimentos de câmera, enquadramentos, cores e exposição. Em resumo, o diretor de fotografia usa a câmera e a luz para transformar as palavras do roteiro em imagens. Essa é uma área para quem gosta de tecnologia e se interessa por câmeras, luzes, maquinário. Contudo, não basta ter facilidade para lidar com os aspectos técnicos. É necessário ser criativo, desenvolver apuro visual e adquirir uma excelente bagagem sobre a linguagem cinematográfica.

Profissional de Som

Em produções de longa-metragem, em geral a equipe de som é composta por diversos profissionais, que são responsáveis pela captação no set (gravando os diálogos, o ruído dos ambientes e efeitos diversos) e pela edição e mixagem desses sons. As funções mais importantes são a de técnico de som direto, que grava o som das cenas, editor de som, que além de sincronizar todo o material, cria a linguagem sonora do filme para potencializar o impacto das imagens, e profissional de mixagem, que faz com que os sons apareçam de maneira orgânica no filme.

Editor

A edição é a essência da arte cinematográfica. O editor ou montador é a pessoa que realiza a difícil tarefa de organizar e posicionar todas as cenas do filme. Para editar imagens em sequências coerentes, é preciso conhecer a fundo não apenas a linguagem cinematográfica e seus recursos, como também o filme que se quer contar – por isso, o editor tem uma relação muito próxima com o diretor. Profissionais dessa área precisam ser extremamente organizados, concentrados e detalhistas.

Ator

De toda a equipe de filmagem, os atores são os únicos que aparecem na tela de cinema. O trabalho desse profissional é como a ponta de um iceberg: de toda a movimentação gigantesca que existe por trás de uma produção cinematográfica, ele é o elemento humano que será visto no final. É o ator quem imprime vida à história, a pessoa com quem o público se identifica. Por isso, sua função é se entregar, buscar essa conexão com o espectador, usando seu talento para ajudar a tirar a história do papel e dando sua contribuição para torná-la mais interessante.

Ficou mais fácil escolher sua área de interesse? Confira os cursos que a Academia Internacional de Cinema (AIC) oferece em cada área nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Deixe o seu e-mail e receba...

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos nos cursos da AIC

*Por Katia Kreutz – edição Mônica Wojciechowski. Foto: Bia Takata


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos