Carlos Ebert

Carlos Ebert

Nascido em 26/11/1946 na cidade do Rio de Janeiro. Estudos incompletos de arquitetura (UFRJ) e Cinema (ESCSL SP). Diretor e Fotógrafo de cinema, televisão, publicidade e still. No final dos anos 60, participou do movimento Cinema Marginal. Foi câmera e diretor de fotografia de um dos filmes mais significativos do movimento, “O Bandido da Luz Vermelha” de Rogério Sganzerla. Também dirigiu e fotografou “República da Traição” e fez a fotografia do “O Rei da Vela” de José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes e  “Fé” de Ricardo Dias. Para a televisão trabalhou em “O Povo Brasileiro”, ganhador do Grande Prêmio Cinema Brasil de TV em 2001. Em 2003 recebeu o prêmio de Melhor Fotografia no Festival de Gramado pelo curta-metragem “Carolina”, de Jeferson De. Tem mais dois Kikitos por “Satori Uso” e “Haruo Ohara” de Rodrigo Grota, além de vários prêmios ABC e em festivais aqui e no exterior. Trabalhou nos documentários “Do Luto à Luta” de Evaldo Mocarzel, e “Vlado – 30 Anos Depois” de João Batista de Andrade. Em 2007, fez a direção de fotografia do filme “A Ilha do Terrível Rapaterra” de Ariane Porto e em 2008 do documentário “Um Homem de Moral” de Ricardo Dias.

Formação Livre em Direção de Fotografia

182h | 52 encontros - O universo secular do cinema através de elementos fundamentais da cinematografia