Do livro para a tela

A polêmica disputa “livro versus filme” é uma questão que permanece em debate desde os primórdios do cinema. O fato é que a sétima arte bebeu da fonte literária por muito tempo e, ainda nos dias de hoje, muitos filmes hollywoodianos buscam inspiração em adaptações de livros ou quadrinhos, principalmente nos longas-metragens voltados ao público infantojuvenil – vide as séries Harry Potter e Crepúsculo, ou as franquias de super-heróis da Marvel e DC Comics.

No Brasil, como alguns dos maiores clássicos da nossa literatura já foram adaptados para o cinema, é possível aprender muito mergulhando nessa produção audiovisual. Deixando de lado o julgamento de valores (afinal, o livro é mesmo melhor do que o filme?) e analisando filmes nacionais cujas histórias foram adaptadas para o cinema partindo da literatura, montamos uma lista de 10 obras que vale a pena conferir – tanto nas páginas quanto nas telas.

As 10 melhores adaptações literárias do cinema brasileiro

 

  • Livro: Vidas Secas (1938) / Filme: Vidas Secas (1963)

O romance, escrito por Graciliano Ramos, acompanha o drama de uma família fugindo da seca no sertão nordestino, no início do século passado. O sertanejo Fabiano, sua esposa sinhá Vitória, os dois filhos do casal e a memorável cachorrinha Baleia são personagens que até hoje envolvem tanto o leitor quanto o espectador. O longa em preto e branco, com direção de Nelson Pereira dos Santos, tendo no elenco Átila Iório e Maria Ribeiro, foi indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes. Uma curiosidade: do escritor Graciliano Ramos, foi adaptada para o cinema também a obra São Bernardo, em 1972, em filme dirigido por Leon Hirszman.

  • Livro: A Hora da Estrela (1977) / Filme: A Hora da Estrela (1985)

Um dos livros mais emblemáticos da produção literária brasileira, escrito por Clarice Lispector, A Hora da Estrela recebeu uma adaptação para o cinema em 1985, dirigida por Suzana Amaral. O filme mergulha no universo de Macabéa (interpretada por Marcelia Cartaxo, vencedora do Leão de Prata em Berlim por esse papel), uma órfã nordestina de gostos simples e quase nenhuma ambição, que trabalha como datilógrafa no Rio de Janeiro. A crueza narrativa do livro é transposta para a tela com grande sensibilidade pela cineasta.

  • O pagador de promessa

    Livro: O Pagador de Promessas (1960) / Filme: O Pagador de Promessas (1962)

Escrito pelo dramaturgo Dias Gomes, o livro que inspirou o longa de Anselmo Duarte conta a história de um devoto que tenta cumprir uma penitência, pela promessa que fez para salvar a vida de seu burro. No elenco estão Leonardo Villar , Glória Menezes, Dionísio Azevedo e Geraldo Del Rey. O filme foi a única produção nacional a conquistar um dos prêmios cinematográficos mais importantes do mundo: a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

  • Livro: Capitães de Areia (1937) / Filme: Capitães de Areia (2011)

Um grande clássico do baiano Jorge Amado, o livro teve sua versão cinematográfica dirigida por Cecília Amada, neta do escritor. A trama conta a história de Pedro Bala e de seus amigos, um grupo de crianças moradoras de rua na cidade de Salvador. O filme é protagonizado por Jean Amorim e conta com trilha sonora de Carlinhos Brown. Capitães de Areia também foi adaptado para o roteiro de uma série de TV, produzida pela Rede Bandeirantes, nos anos 1980.

  • Livro: Macunaíma (1928) / Filme: Macunaíma (1969)

O filme, inspirado em um romance marcante do Modernismo brasileiro, escrito por Mário de Andrade, é considerado uma das adaptações mais importantes da história do cinema nacional. Com direção de Joaquim Pedro de Andrade, o longa foi premiado nos festivais de Brasília e Mar del Plata. O humor da aventura se dá pelo choque entre a vida na cidade e a bagagem cultural do famoso anti-herói que dá nome à história (interpretado por Grande Otelo), um dos personagens literários que melhor representam o povo brasileiro.

O Auto da Compadecida, sucesso de público e de crítica
  • Livro: O Auto da Compadecida (1955) / Filme: O Auto da Compadecida (2000)

O filme de Guel Arraes é uma adaptação da peça teatral criada por Ariano Suassuna. Com um elenco que inclui Selton Melo, Matheus Nachtergaele, Marco Nanini e Fernanda Montenegro, a comédia acompanha as desventuras de dois sertanejos atrapalhados e mentirosos, mas de bom coração. Um dos maiores sucessos da cinematografia nacional, o longa foi exibido como minissérie na televisão, em quatro episódios.

 

 

  • Livro: Cidade de Deus (1997) / Filme: Cidade de Deus (2002)

Pouca gente sabe que o sucesso brasileiro Cidade de Deus é uma adaptação literária

O longa-metragem dirigido por Fernando Meirelles é um dos filmes mais bem-sucedidos do país, tendo sido indicado a quatro Oscars (incluindo melhor diretor, melhor cinematografia, melhor edição e melhor roteiro adaptado – por Bráulio Mantovani), além de receber diversos outros prêmios nacionais e internacionais. O que poucas pessoas sabem é que o filme é uma adaptação do livro homônimo de Paulo Lins, um romance parcialmente autobiográfico. A obra mostra a realidade do conjunto habitacional Cidade de Deus, passando pela pobreza e violência ao domínio do tráfico de drogas.

  • Livro: O que é isso, companheiro? (1979) / Filme: O que é isso, companheiro? (1997)

Após retornar do exílio, no final dos anos 1970, o jornalista Fernando Gabeira contou sua experiência de luta armada contra o regime militar no livro O que é isso, companheiro?, que posteriormente foi adaptado para o cinema, em filme dirigido por Bruno Barreto. O longa-metragem, que conta com Fernanda Torres, Pedro Cardoso e Alan Arkin, recebeu indicações ao Oscar de melhor filme estrangeiro e ao Leão de Ouro no Festival de Berlim.

  • Livro: Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios (2005) / Filme: Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios (2011)

O drama escrito por Marçal Aquino foi adaptado para as telas pelo próprio autor e dirigido por Beto Brant e Renato Ciasca. Na história, o amargurado fotógrafo Cauby relembra o tórrido caso de amor que teve com a sedutora mulher de um pastor evangélico, em uma pequena cidade do interior do Pará. No elenco estão Camila Pitanga, Gustavo Machado e Zécarlos Machado. O filme foi premiado nacional e internacionalmente.

  • Livro: Estação Carandiru (1999) / Filme: Carandiru

Estação Carandiru relata as memórias de Drauzio Varella, em sua experiência como médico voluntário na Casa de Detenção de São Paulo. Com uma população carcerária muito acima do permitido, a prisão se tornou conhecida pela

O filme Carandiru adaptou para o cinema a obra Estação Carandiru,de Dráuzio Varella

rebelião e massacre ocorridos em 1992, em que mais de cem detentos foram mortos pela polícia. O filme, dirigido por Hector Babenco, tem no elenco Caio Blat, Rodrigo Santoro, Gero Camilo, Wagner Moura, Luiz Carlos Vasconcelos, Maria Luísa Mendonça e Ailton Graça. Indicado à Palma de Ouro em Cannes, foi vencedor de diversos prêmios dentro e fora do Brasil.

 

 

Texto Katia Kreutz e fotos divulgação


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos