Demônia recebe sete prêmios no Guarnicê

“Demônia”, curta de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet que leva a assinatura dos professores Roney Freitas na Produção Executiva, Dicezar Leandro na Direção de Arte e André Luiz de Luiz na Direção de Fotografia, recebeu sete prêmios no 40º Guarnicê Festival de Cinema: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Trilha Sonora, Melhor Atriz, Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante.

O professor Roney Freitas conta que o filme é sobre uma mulher que é traída pelos seus próximos, mas que dá a volta por cima. Conta que para mostrar isso, o filme se utiliza do melodrama e coloca uma lupa sobre um caso de um triângulo amoroso na periferia de São Paulo que vem a público por uma mídia jornalística sensacionalista, até virar meme na internet. “Com um conceito certeiro de estrutura desde o roteiro e por sua leitura crítica de nossa cultura midiática – pois no Brasil de hoje tudo passa pela mídia, até mesmo a Justiça, como temos visto – produzir esse filme foi uma enorme satisfação e aconteceu no momento certo. E ocorreu de modo muito fluido, com uma equipe de amigos muito competentes e talentosos que permitiram essa fluidez”.

Ele ressalta que o Guarnicê permitiu que ‘Demônia’ fosse visto no Maranhão e que ficaram felizes com isso. “Poder retornar ao público ludovicense, uma vez que grande parte da nossa pesquisa se deu por reportagens e memes de lá de São Luís, é muito bacana. Ganhar prêmios no Guarnicê foi nessa relação especial, portanto, ​com o que inspirou a origem do projeto​, ​ e importante como reconhecimento do nosso trabalho, por um festival com anos de tradição, por um júri de profissionais muito qualificados. E os prêmio​s geram interesse em mais pessoas sobre o filme, o que é muito positivo, pois permite que ‘Demônia’​ vá ao encontro de mais públicos, o que nos deixa muito felizes”, fala Roney.

Longa Vencedor e Oficinas

Em sua 40ª edição o Festival contou com um público de 12 mil pessoas e exibiu 129 filmes. O Troféu Guarnicê de melhor longa foi para “Ridículos”, de Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge.

Além da exibição das mostras, o Guarnicê contou com uma vasta programação. A Academia Internacional de Cinema (AIC) participou do evento com quatro oficinas: Oficina de Direção com o professor Leandro Afonso, Oficina de Direção de Fotografia com o professor Cleumo Segond, Oficina de Produção com a professora Alessandra Haro e Oficina de Direção de arte com o professor Dicezar Leandro.

As oficinas foram um sucesso e deixaram um gostinho de quero mais. Robson Silva, aluno da oficina de Direção de Fotografia comentou nas redes sociais: “Foi uma semana de muito aprendizado sobre o universo fotográfico com o Mestre Cleumo Segond”.

Agora esperar a edição do ano que vem!

*Crédito foto: Lauro Vasconcelos/Festival Guarnicê