“Antes do Fim” e “Aqualoucos” na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Poster 41 Mostra Internacional de Cinema de São PauloDepois de amanhã (19/10) começa a 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo trazendo alguns dos filmes que foram destaques nos principais festivais de cinema pelo mundo, ao todo são 394 títulos exibidos até o próximo dia primeiro. Dentre os filmes estão “Antes do Fim” dirigido pelo ex-aluno e professor da Academia Internacional de Cinema (AIC) Cristiano Burlan e “Aqualoucos”, dirigido pelo ex-aluno Victor Ribeiro.

Antes do Fim” é uma coprodução entre a Bela Filmes e o Canal Brasil, tendo como protagonistas os veteranos Jean-Claude Bernardet e Helena Ignez, o filme trata com leveza de questões existenciais relacionadas ao corpo e à velhice, encarando o suicídio como um ato de resistência. “Jean sente-se preso na lógica de longevidade que a indústria farmacêutica impõe sobre ele e, por isso, planeja se suicidar”, explica o diretor. “No entanto, ao convidar sua parceira para acompanhá-lo, ela hesita. ”

O filme será exibido no dia 27/10, às 19h no CineSesc. No dia 29/10 às 13h30 no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca e dia 01/11 às 18h30 no MIS – Museu da Imagem e do Som.

Aqualoucos” terá sua estreia na Mostra. Um documentário que traz a história de um grupo de atletas-palhaços em trajes de banho, uma combinação de saltadores e mergulhadores com palhaços de circo, que pulavam do trampolim do Clube Tietê. Entre os anos 50 e 80 atraíram milhares de pessoas que iam ver suas estripulias aos finais de semana.

Antes do Fim, de Cristiano Burlan
Os atores de Antes do Fim. Da esquerda para direita, Jean-Claude, Helena Ignez, Ana Carolina Marinho e Henrique Zanoni.

O filme será exibido no dia 21/10 às 19h20 no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca. Dia 22/10 às 15h45 no CineArte e dia 30/10 às 17h10 no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca.

Além dos dois filmes, ainda tem “Gabriel e a Montanha”, de Fellipe Barbosa. O filme conta com a produção da professora Clara Linhart (eles estiveram na AIC na última Semana de Cinema e Mercado falando sobre o filme). O longa, vencedor do Prêmio Revelação na Semana de Crítica do Festival de Cannes, conta o final da viagem de Gabriel Buchmann, os últimos 70 dias de sua jornada por quatro dos países que passou: Tanzânia, Quênia, Zâmbia e Malauí, antes de morrer de hipotermia no monte Mulanje.

As exibições ocorrem dia 23/10 às 21h15 no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca. Dia 24/10 às 14h no Instituto Moreira Salles – Paulista e no dia 29/10 às 13h30 no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca.

Outros Destaques

Gabriel e a Montanha
Gabriel e a Montanha, de Fellipe Barbosa, com produção da professora Clara Linhart, vencedor do Prêmio Revelação na Semana de Crítica do Festival de Cannes

O programa da 41ª edição tem outros grandes destaques como 9 Dedos, de F. J. Ossang, vencedor do Prêmio de Melhor Direção no Festival de Locarno; Félicité, de Alain Gomis, ganhador do Grande Prêmio do Júri no Festival de Berlim; Visages, Villages, de Agnès Varda e JR, que levou o Olho de Ouro de melhor documentário no Festival de Cannes; Três Anúncios para um Crime, de Martin McDonagh, vencedor do Prêmio Osella de Ouro de melhor roteiro no Festival de Veneza; Uma Espécie de Família, de Diego Lerman, que ganhou o Prêmio do Júri de melhor roteiro no Festival de San Sebastián e The Square, de Ruben Östlund, ganhador da Palma de Ouro no Festival de Cannes.

*Fotos Divulgação