Academia Internacional de Cinema premia vencedores do 18ª Goiânia Mostra Curtas

A cerimônia de encerramento do Goiânia Mostra Curtas, que aconteceu no Teatro Goiânia, no último dia 7 de outubro, divulgou a lista dos 13 vencedores de sua 18ª edição. A Academia Internacional de Cinema, parceira do festival, premiou os melhores diretores das Mostra Brasil e Mostra Goiânia com bolsas de estudo para cursos livres da escola.

Os curtas premiados pela AIC foram BR3, de Bruno Ribeiro, do Rio de Janeiro, e Kris Bronze, de Larry Machado, de Goiânia. O filme carioca narra a história de travestis e transexuais moradoras do Complexo da Maré. Já o curta de Machado é sobre uma festa de aniversário só para mulheres, onde ficção e documentário se misturam.

Este ano o Goiânia Mostra Curtas recebeu 999 curtas-metragens e, do total, foram selecionados 77 pela curadoria, entre gêneros variados, como ficção, documentário e experimental. Os filmes foram exibidos em quatro mostras competitivas – Brasil, Goiás, Animação e Mostrinha – esta última dedicada ao público infantil. A Curta Mostra Especial, com a temática “Gênero e Invenção: tornar-se mulher no cinema de curta-metragem contemporâneo” trouxe reflexão sobre a presença das mulheres nas obras cinematográficas, além de levantar questões como feminicídio, racismo, lugar de fala e privilégios.


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos