A Segunda Guerra Mundial no cinema

Há 80 anos, iniciava-se um dos eventos mais impactantes da história da humanidade: a Segunda Guerra Mundial. Envolvendo as maiores potências do mundo, a guerra ficou marcada por grandes horrores, como o holocausto e a bomba atômica, com um total de mortes estimado entre 70 e 85 milhões de pessoas.

Como o cinema sempre buscou inspiração na vida real, um período histórico tão dramático certamente acabaria sendo retratado nas telas, das mais variadas formas. Selecionamos aqui alguns dos melhores filmes já realizados sobre a Segunda Guerra Mundial, para quem quer saber um pouco mais sobre as nuances e as tragédias pessoais que acompanharam esse conflito global. Afinal, quem não conhece sua história está condenado a repeti-la.

10 filmes sobre a Segunda Guerra Mundial que todo mundo deveria assistir

Steven Spielberg com Liam Neeson no set de A Lista de Schindler
  • A Lista de Schindler / Schindler’s List (1993)

Dirigido por Steven Spielberg, o impactante longa-metragem conta a história real de Oskar Schindler (Liam Neeson), um empresário que salvou mais de mil judeus na Polônia, durante o holocausto alemão. Uma das obras mais tocantes sobre a Segunda Guerra, o drama foi todo filmado em preto e branco e venceu sete Oscars (inclusive de melhor filme e melhor direção).

  • Além da Linha Vermelha / The Thin Red Line (1998)

O longa, indicado a sete Oscars e dirigido pelo aclamado cineasta Terrence Malick, é uma adaptação do livro homônimo de James Jones, acompanhando um grupo de soldados durante a violenta Batalha de Guadalcanal. Ao mesmo tempo em que retrata o horror da guerra, o belíssimo filme contempla de maneira sensível a condição humana, em seus conflitos entre o bem e o mal. O espetacular elenco inclui Jim Caviezel, Sean Penn, Nick Nolte e Woody Harrelson.

  • O Resgate do Soldado Ryan / Saving Private Ryan (1998)

Estrelado por Tom Hanks e Matt Damon, o filme de Steven Spielberg (vencedor de cinco Oscars) conta a história de coragem de um regimento de soldados norte-americanos que, mesmo sobrevivendo à infame Batalha da Normandia (conhecida como Dia D), decide retornar ao território inimigo para resgatar um colega, cujos três irmãos foram mortos em combate. O longa ficou marcado pela impressionante e sangrenta sequência inicial, com duração de 27 minutos.

  • Dunkirk / Dunkirk (2017)

Dunkirk, de Christopher Nolan, impressiona pelos visuais realistas e edição fragmentada

Visualmente incrível, o filme de Christopher Nolan retrata de maneira intensa e fragmentada os heroicos esforços das forças aliadas, cercadas pelo exército nazista, tentando evacuar os soldados em praias francesas durante um dos momentos mais críticos da Segunda Guerra. Com Fionn Whitehead, Harry Styles, Kenneth Branagh, Cillian Murphy, Mark Rylance e Tom Hardy, o longa intercala três linhas do tempo distintas: terra (com fatos que se desdobram no período de uma semana), mar (durante um dia) e ar (com uma hora de duração). O filme foi indicado a oito Oscars, tendo levado três.

  • A Ponte do Rio Kwai / The Bridge on the River Kwai (1957)

Com direção de David Lean, estrelando William Holden e Alec Guinness, a épica aventura explora os trabalhos forçados utilizados pelo exército japonês, obrigando os britânicos capturados a construírem a estrada de ferro Burma Railway. Milhares de pessoas morreram no local, devido às péssimas condições de vida na selva. Elogiado pela maneira como retratou a guerra e as perspectivas tanto dos britânicos quanto dos norte-americanos e japoneses, o filme foi vencedor de sete Oscars.

  • Bastardos Inglórios / Inglourious Basterds (2009)

O irreverente filme de Quentin Tarantino, com Brad Pitt, Mélanie Laurent, Eli Roth e Christoph Waltz, conta a

Christoph Waltz venceu o Oscar pelo papel do vilão em Bastardos Inglórios

história de um batalhão de soldados norte-americanos judeus que planeja assassinar Hitler na França ocupada pelos nazistas, sem saber que a proprietária de um cinema tem planos de vingança semelhantes. Indicado a oito Oscars, o longa levou apenas um – de ator coadjuvante para Christoph Waltz, no papel de um cruel comandante alemão.

  • O Barco: Inferno no Mar / Das Boot (1981)

Considerado um dos maiores filmes alemães de todos os tempos, o longa dirigido por Wolfgang Petersen é um intenso e eletrizante retrato da realidade dos soldados dentro de um barco, em combate no Atlântico. Claustrofóbico e realista, o filme foi inicialmente lançado como uma minissérie de televisão e criticado pela maneira empática com que trata os alemães, mas suas qualidades técnicas e roteiro envolvente fizeram com que fosse indicado a seis Oscars.

  • O Mais Longo dos Dias / The Longest Day (1962)

Filmado em estilo de docudrama (ou drama documental), o filme foi indicado a cinco Oscars e venceu dois. A trama acompanha os acontecimentos do Dia D, na Normandia, sob o ponto de vista tanto dos aliados quanto dos alemães. A ideia do ataque era surpreender os nazistas na França, nesse conflito que foi considerado um dos pontos de virada da guerra. A batalha também foi uma das mais violentas já conhecidas, ocasionando a morte de milhares de soldados norte-americanos, britânicos, franceses e canadenses. No elenco do premiado longa, grandes nomes como John Wayne, Richard Burton, Robert Mitchum, Sean Connery e Henry Fonda.

  • A Vida é Bela / La vita è bella (1997)

Em A Vida é Bela, um pai tenta proteger seu filho dos horrores de um campo de concentração

Os campos de concentração certamente estão entre os piores legados da Segunda Guerra Mundial. Em A Vida é Bela, longa italiano dirigido e estrelado por Roberto Benigni (cujo pai, na vida real, também foi preso por nazistas durante a guerra). O protagonista é dono de uma loja de livros, que usa sua imaginação fértil para proteger o filho pequeno da triste e terrível realidade sob o domínio de Hitler, fingindo que tudo não passa de uma brincadeira. O emocionante filme foi indicado a sete Oscars e venceu três, inclusive de melhor filme estrangeiro (categoria em que competia com o brasileiro Central do Brasil), além de ter rendido a Benigni a estatueta de melhor ator.

  • Casablanca / Casablanca (1942)

Lançado em uma época na qual a guerra ainda estava em andamento, o filme é uma mistura magnífica de romance,

intriga, aventura e conflito. A história acontece antes do ataque à base norte-americana de Pearl Harbor pelas tropas japonesas. Humphrey Bogart interpreta Rick Barnes, o dono de uma casa noturna na cidade de Casablanca, em Marrocos. Ingrid Bergman é Ilsa Lund, o grande amor da vida de Rick, que o abandonou durante a invasão nazista de Paris. Eles acabam se reencontrando em Casablanca, nessa que é uma das mais clássicas histórias de amor de Hollywood. Indicado a três Oscars, o longa venceu três (melhor filme, melhor direção e melhor roteiro). Um detalhe curioso é que muitos dos atores no elenco eram refugiados europeus nos Estados Unidos, fugindo da violenta guerra que ainda estava acontecendo no outro continente.

*Texto: Katia Kreutz / Foto: Divulgação


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos