Renata Mizrahi

Nascida em 1979, no Rio de Janeiro, estudou Artes-Cênicas na UNIRIO, Dramaturgia para Novela na Oficina de Autores da Globo e Cinema na EICT em Cuba (Escuela Internacional de Cine e TV).

No Teatro: é vencedora do Prêmio Shell 2014 por “Galápagos”, direção de Isabel Cavalcanti. A peça foi lida em novembro de 2015 em Nova York através do evento “Contemporary Theatre From Brazil at the Martin E. Segal Center” na Cuny University. Por Galápagos também foi indicada ao Prêmio Cesgranrio 2014 por “Galápagos” e ao Prêmio APTR 2014

Ganhou os prêmios Zilka Salaberry de Melhor Texto em 2012 e 2010, pelas peças “Coisas que a gente não vê”, direção de Joana Lebreiro e “Joaquim e as estrelas”, direção de Diego Molina.

Em 2017 foi indicada a Melhor Texto por “Marrom- Nem Preto, Nem Branco?” no Prêmio Zilka Salaberry, direção de Marcelo Alonso Neves.

Em 2018 estrou a peça Colisão com direção de Alexandre Contini.

Em 2017 estreou “O Olho de Vidro”, onde assina o texto  a partir do livro de Bartolomeu Campos de Queirós, com direção de Vera Holtz, Guilherme Leme Garcia e Flávia Pucci.

Em julho 2017 estreou “Rio Mais Brasil- O Nosso Musical”, com direção de Ulysses Cruz. No Teatro Oi Casa Grande.

Em 2016 foi indicada a melhor texto no Prêmio de Teatro Infantil por CBTIJ “Marrom - nem preto, nem branco?” e no Prêmio Botequim Cultural e melhor texto adaptado  nos mesmos Prêmio por “Ludi Na Revolta da Vacina”,  que fez adaptação do livro de Luciana Sandroni e assinou a direção.

Em 2016 escreveu e estreou “Chica da Silva – O Musical”, direção de Gilberto Gawronski. A peça recebeu Prêmio Shell de melhor atriz (Vilma Melo).

Em 2015 estreou a comédia “WAR”, com direção de Diego Molina.

Em 2014 teve seu esquete “Isso Foi Apenas Uma Cena Curta” encenado em Londres no evento “Vozes Contemporânea do Brasil” no Theatre 503.

Em 2014 estreou “Silêncio!”, que também assinou a direção. Por “Silêncio!” também foi indicada a melhor texto FITA 2014, e o Prêmio Cesgranrio 2014. A peça ganhou prêmio  Cesagranrio 2014 de melhor atriz para Suzana Faini, que também foi indicada ao Prêmio Shell. O ator Jitman Vibranovski ganhou o Premio de Melhor ator FITA 2014 ao lado de Suzana Faini que ganhou melhor atriz.

Em 2013 estreou o adulto “Os Sapos, que também assinou a direção. A peça foi indicada ao Prêmio de Melhor Texto no Prêmio Cesgranrio e ao FITA 2013 de Melhor Texto e Revelação de Melhor Direção.  A peça ganhou premio FITA 2014 de melhor atriz para Verônica Reis e melhor atriz coadjuvante para Paula Sandroni.

Em 2013 foi indicada ao Prêmio Zilka Salaberry 2013 pelo texto infantil “Nadistas e Tudistas”, com direção de Daniel Herz.

Atualmente desenvolve dois textos: Dora (para Irene Ravache) e O que é que ele tem? (para Louse Cardoso)

Outras peças encenadas: “Bette Davis e a Máquina de Coca-Cola”, direção de Diego Molina, “O Jardim secreto”, direção de Rafaela Amado e Mariah Stuart; “Momo e o senhor do tempo”, direção de Cristina Moura; “Caixa de Phósphourus”, Direção de Susanna Kruger, “Nada que eu disser será suficiente até que o sol se ponha”, direção de Diego Molina (2006-2008); “Um dia Anita” (com Julia Spadaccini), direção de Diego Molina, entre outras.

Na TV:

- Fez Oficina de Autores da TV Globo em 2010.

- Trabalhou como roteirista da Conspiração Filmes em 2011.

- Trabalhou como roteirista da Rede Globo em 2013/2014.

- Formatou e escreve o programa “Tem Criança Na Cozinha” do canal Gloob desde de sua primeira temporada (Samba Filmes/direção de Luiz Igreja). O Programa foi indicado ao Prêmio Emmy Kids 2016 na categoria “reality” e ganhou o Prêmio Comkids de melhor programa em 2014.

- Foi uma das roteiristas do programa inédito para o GNT “Minha Estupidez”, idealizado por Fernanda Torres. (Conspiração Filmes/direção de Mini Kerti).

- Escreveu a Segunda Temporada da Série “Homens São de Marte, é Pra Lá que Eu Vou” do canal GNT (Zola/ direção de Susana Garcia).

- Foi uma das roteiristas do programa Zorra Total nos anos de 2013 a 2015, para a TV Globo.  ( TV Globo, Direção de Maurício Sherman)

- Escreveu a segunda temporada do Programa “Tempero de Família” para o GNT. (AGF Produções, direção Tatiana Delamare)

- Atualmente é colaboradora da série Pigmaleão do Brejo para Rede Record, autoria de Marcilio Moraes

- Atualmente escreve a série para o canal Curta : Cias de Teatro Brasileira. , Produtora Camisa Listrada, direção de Roberto Bom Tempo

No Cinema:

- Idealizou, escreveu e produziu o curta metragem “Bodas” com Othon Bastos e Susana Faini. O filme se apresentou na mostra paralela do Festival de Cannes, no Festival de Vancouver e Madrid, entre outras. Direção de Alexia Maltner.

- Idealizou e escreveu “Os sapos”, baseado em sua peça de mesmo nome, com direção de Clara Linhart (Gamarosa Produções) - o curta participou de vários festivais, entre eles o Curta Cinema (RJ) e Janelas (PE).

A sua versão longa metragem será filmada em 2018 através do edital Prodecine 1 FSA.

- Escreveu com Tuca Siqueira o roteiro do longa-metragem “Amores de Chumbo”, orientado por Miguel Machalski, que estreou em 2017 no Festival do Rio, protagonizado pelos atores Aderbal Freire Filho e Juliana Carneiro da Cunha (produtora Plano 9).  O Longa estreou no Festival do Rio, e Festival Internacional de são Paulo. Em 2018 entra em cartaz.

- Desenvolve o longa infantil “Meu Amigo Imaginário” para a produtora Dois Moleques, direção de Pedro Antônio Paes .

-  Desenvolve o roteiro do Longa  Pedro e Cris para a produtora Feel Filmes, direção, Sebastião Braga

Professora de dramaturgia/roteiro:

- É Coordenadora e Professora Orientadora do curso de Formação Livre em Roteiro da AICRJ (Academia  Internacional de Cinema). Professora também do quarto período do Curso Técnico em Direção Cinematográfica - Filmworks, da mesma escola.

- Professora de dramaturgia do Projeto Sesc Dramaturgia, onde percorreu 6 cidades do país: Campo Grande e Corumbá (MS), Salvador, Santo Antônio de Jesus e Jequié (BA) e Parati  (RJ).

- Professora de dramaturgia do Projeto Sesi Dramaturgia 2016 – Unidade de Campos do Goytacazes. Foi professora de dramaturgia do projeto Manguinhos em Cena, coordenado pela Cia. do Gesto. Foi professora de dramaturgia do Curso Livre da CAL (Casa de Artes de Laranjeiras).

- Foi professora de dramaturgia do Projeto Maratona Teatro de Nós, onde percorreu as cidades do interior do Rio de Janeiro (Angra dos Reis, Três Rios, Friburgo e Duque de Caxias). Foi professora de dramaturgia do Festival de Inverno do Sesc Rio, onde percorreu duas cidades: Teresópolis e Petrópolis. Foi professora de curso livre de dramaturgia da Sede das Cias.

- Foi professora de dramaturgia da Caravana Petrobrás BR, com suas peças Silêncio! E Os Sapos nas cidades: Salvador (BA), Aracaju (SE), Belo Horizonte(MG), Campinas (SP) e Duque de Caxias (RJ). Em 2016 deu duas oficinas de dramaturgia na Sede das Cias, na Escadaria Selarón, Lapa.

Notícias relacionadas

Curso de roteiro para o público infantojuvenil explora mercado em ascensão

Curso de roteiro para o público infantojuvenil explora mercado em ascensão

Por Katia Kreutz Aprender a escrever para um nicho específico amplia chances de trabalho como roteirista Você já pensou em criar histórias para crianças? Se acredita que tem algum talento para isso, a boa notícia é que o mercado audiovisual voltado ao público jovem está em alta. Com a facilidade de acesso à TV paga […]

Quero Ser Roteirista

Quero Ser Roteirista

*Por Katia Kreutz e equipe da Academia Internacional de Cinema Um escritor solitário trancado em frente ao computador por dias, semanas, meses… Atormentado constantemente pelo bloqueio criativo, mas firme na tarefa de escrever o próximo sucesso hollywoodiano. Finalmente, ele digita o “Fade Out” e voilà: seu roteiro de cinema está pronto. Faço o Download dos […]

Um debate sobre o humor

Um debate sobre o humor

Neste sábado, dia 15 de outubro acontecerá o primeiro debate de humor promovido pela Academia Internacional de Cinema. Com gente de peso, como Helio de la Peña, Gabriela Amaral e Nelito Fernandes, o debate vai  “focar no que nos interessa no humor atual. Temos um representante de um programa que começou como uma sátira ao […]