Felippe Schultz Mussel

Felippe Schultz Mussel

Diretor de Som e Documentarista. Como técnico de som direto e editor de som, é responsável por de mais de 30 obras do cinema brasileiro, com destaque para os longas-metragens A Alegria (2010, de Felipe Bragança e Marina Meliande), Riscado (2010, de Gustavo Pizzi), Morro dos Prazeres (2013, de Maria Augusta Ramos), Alemão (2014, de José Eduardo Belmonte), Aspirantes (2015, de Ives Rosenfeld), Divinas Divas (2017, de Leandra Leal), A Febre (2019, de Maya Da-Rin). Dirigiu o documentário Em busca de um lugar comum (2012). Possui Mestrado em Cinema pela Universidade Federal Fluminense. É professor do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio.