Cristiana Grumbach

Documentarista, professora e astróloga. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Tecnologias e Linguagens da UFRJ. Dirigiu os documentários de longa-metragem Morro da Conceição (2005), As cartas psicografadas por Chico Xavier (2010) e Filmes de Gordinho (2015), e os curtas O joelho de Ives (2011), Mestre Adorcino e o estuque ornamental (2013), Um microondas foi pro ferro velho (2015) e Bandeira de Mello e a arte do Afresco (2015), produzidos pela Crisis Produtivas. Colaborou com Eduardo Coutinho como assistente de direção, pesquisadora e segunda câmera nos longas-metragens Santo Forte (1999), Babilônia 2000 (2001), Edifício Master (2002), Peões (2003), O Fim e o Princípio (2005) e, como diretora-assistente e pesquisadora em Jogo de Cena (2007).