Aída Marques

Possui graduação em Lettres (equivalente ao Bacharelado em Letras – UFRJ) – Université de la Sorbonne Nouvelle (1977), Certificat d’Études Supérieres – Sorbonne Nouvelle – Paris III (1978), mestrado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996), doutorado em Artes pela Universidade de São Paulo (2002) e pós-doutorado em Artes pela Universidade de São Paulo (2012). É formada em Montagem pelo Conservatoire Libre du Cinéma Français (1977). Em sua trajetória, atuou em dezenas de filmes como montadora, produtora e diretora, tendo recebido inúmeros prêmios em todos esses campos. Concebeu e foi curadora de diversas exposições sobre o campo audiovisual, frequentemente articulando-as com ciclos de palestras e outras atividades paralelas. Atualmente é Professora Associada da Universidade Federal Fluminense, atuando principalmente nas áreas de Cinema e Literatura, Realização Cinematográfica e Produção Cinematográfica e Audiovisual. Também é editora-chefe da revista Cadernos do Forcine, vice-presidente da Associação Brasileira de Cineastas (ABRACI). Sua principal área de interesse para pesquisa situa-se no entrecruzamento de cinema, teatro e literatura, enfatizando a análise de aspectos estéticos e ideológicos na transposição de recursos e estruturas narrativas entre distintas obras produzidas por meio dessas três linguagens. Tendo publicado livros e artigos nesse campo, sua atuação engloba, também, a experimentação prática das ideias desenvolvidas nas pesquisas realizadas.

Notícias relacionadas

De Chay Suede a Vila Sésamo – o que nossos alunos estão fazendo

De Chay Suede a Vila Sésamo – o que nossos alunos estão fazendo

Junior Machado tem 29 anos, é do Mato Grosso Sul, e está há 10 no Rio. E desde que chegou trabalha na área audiovisual. Para ele, esse ano de 2016 foi bastante prolífico, desde que entrou na Academia Internacional de Cinema (AIC), no curso FilmWorks, já fez Direção de Fotografia da websérie “Desapegadas”, do videoclipe […]