ESCOLHA

Dois semestres de atuação para cinema

O curso de Formação Livre em Atuação para Cinema oferece um aprofundamento teórico e prático nos métodos de interpretação para cinema, sempre sob o ponto de vista do ator, trabalhando com as diferentes linguagens e métodos de atuação. Num mercado cinematográfico que demanda cada vez mais atores e atrizes com versatilidade e experiência, o curso visa formar atores completos, sob diversas experiências práticas.

O ator e a atuação para cinema serão os focos centrais deste programa, trabalhando com estilos, estéticas e contextos narrativos distintos. Durante quase um ano, em dois encontros semanais, os alunos terão uma experiência de prática intensa com câmera.

O objetivo do curso é formar nos alunos a capacidade de viver com verdade (fé cênica) circunstâncias imaginárias das mais variadas, a disponibilidade para a direção e preparação, desenvolver formas de se preparar sozinho para um papel em um filme (independência necessária num mercado em que nem sempre o ator terá direção), a intimidade com a câmera e com as diferentes linguagens audiovisuais, sempre a partir das especificidades de cada aluno. Teremos a presença da câmera em todos os exercícios, e os alunos terão também que se revezar, dirigindo e fazendo câmera, se colocando assim como parte de um coletivo que é a equipe de filmagem.

Exercícios e estudos teóricos complementarão a base de compreensão dos trabalhos práticos, em conjunto com exercícios de expressão corporal, trazendo a visão do ator como artista criador que precisa se desenvolver em todos os sentidos: emocional, intelectual e fisicamente.

GRADE CURRICULAR

• Relações ator-espectador, ator-diretor, ator-dispositivo, ator-personagem
• Roteiro pronto e liberdade de expressão
• Efeito de naturalidade: divisão do foco com a ação física; a visualização em situação paralela e a apropriação do próprio contexto
• Especificidades da atuação no cinema – linguagem, técnica e estéticas

• Embasamento teórico: de Méliès, Griffith, Stanislavski, Brecht etc
• A herança teatral e diálogos com a televisão
• Cinema moderno – alterações da forma de atuação
• A questão da fala: o subtexto para a sustentação da ação interna e a memorização através da escrita como estratégia para evitar o tom de voz decorado
• O texto como música: relação entre som e corpo

• Aculturamento e experiência; inquietação e envolvimento
• Cinema brasileiro – supremacia da televisão, cinema marginal, o corpo como instrumento de quebra de transparência, perfil dos atores
• Palestras Especiais
• Cinema Contemporâneo

OS MELHORES PROFISSIONAIS ENSINAM NA AIC

Selecione a Unidade e Horário
para exibir Corpo Docente, Estrutura e Investimento


SELECIONE A UNIDADE E HORÁRIO
Para exibir Corpo Docente, Estrutura e Investimento