Cineclube desta semana: Pantera Negra – o legado de Chadwick Boseman

O cineclube da Academia Internacional de Cinema (AIC) chegou a mais uma edição! Nesta semana, em tributo a Chadwick Boseman, vamos discutir Pantera Negra. Foi um fim de semana triste! Após 4 anos combatendo o câncer de cólon, Chadwick faleceu aos 43 anos de idade. Sua morte foi um golpe duro para admiradores da obra, em especial pela representatividade que seu talento e engajamento trouxeram. O maior sucesso de 2019, teve sete indicações ao Oscar, dentre eles o de melhor filme, e levou 3 estatuetas pra casa. 

O filme Pantera Negra foi dirigido por Ryan Coogler e possui uma narrativa ficcional que perpassa pela cultura e a diáspora africana no ocidente. Com a proposta de criar novos amanhãs, Pantera Negra se desenvolve no conceito de afrofuturismo em Wakanda, mostrando uma África para além do perigo de uma história única, ressignificando sua história para além da narrativa colonial. Com maioria do elenco negro, vemos que o cinema vem acompanhado discussões e pautas que evidenciam a representatividade nas telas. 

Sobre o filme:  

Graças a uma fonte riquíssima de vibraniumWakanda se torna a maior fonte de tecnologia do planeta. Após a morte de seu rei T’Chaka (John Kani), seu filho T’Challa (Chedwick Boseman) precisa assumir o trono e proteger as riquezas de Wakanda dos olhos do mundo.   

O filme está disponível Apple TV e Google Play. Hoje ele também será exibido pela Globo na Tela Quente.  

Quem comandará a discussão serão os professores Filippo Pitanga e Martin Eikmeier nesta quinta-feira (03 de setembro) no nosso canal no YouTube e em breve confirmaremos quem serão os convidados especiais da edição.  


Deixe seu e-mail e receba

Convite para eventos gratuitos, entrevistas e dicas, promoções e descontos


Pentagrama Consultoria e Sistemas