Professores concorrem ao prêmio ABC

Dois curtas e dois longas-metragens de professores da Academia Internacional de Cinema (AIC) concorrem ao prêmio ABC de Cinematografia, que será entregue em maio, na Cinemateca brasileira em São Paulo. Além dos professores que concorrem aos prêmios, outros participarão das mesas de discussão durante o evento.

Os curtas concorrentes são: “Os Irmão Mai”, dirigido e roteirizado pela professora Thais Fuji e “Contínuo” com direção de fotografia do professor Carlos Ebert. Os dois filmes concorrem na categoria de direção de fotografia de curta-metragem. Já os longas que concorrem aos prêmios de direção e fotografia são “Mataram Meu Irmão” de Cristiano Burlan, com direção de fotografia do também professor Rafael Nobre  e “São Silvestre”, da professora Lina Chamie.

No dia 08 de maio o professor Carlos Ebert fara parte da mesa “O velho e o novo olhar: o fim do grão nas texturas e a vida em pixels. Imagens com mais definição = o que enxergamos?”. No dia 09, a participação fica por conta dos professores Lúcio Kodato e André Moncaio com o tema ”O ensino da cinematografia na era digital”.

Ao todo são 23 longas e 14 curtas que concorrem a diversas categorias de prêmios: melhor direção de fotografia para longa-metragem, melhor direção de arte para longa-metragem, melhor montagem para longa-metragem, melhor som para longa-metragem, melhor direção de fotografia para curta-metragem, melhor direção de fotografia para programa de TV e melhor direção de fotografia para filme estudantil.

O Prêmio ABC, que teve sua primeira edição em 2001, encerra a Semana ABC (dias de palestras, encontros e master-classes com nomes de destaque do audiovisual brasileiro e internacional). A programação é aberta ao público e totalmente gratuita.