Patrícia Cabral

Patrícia Cabral

Em 2001 iniciou seu trabalho em Pintura de Arte em Cinema, estagiando com Bia Pessoa no longa-metragem “Desmundo”. Ainda com Bia Pessoa, fez assistência de Pintura de Arte nos filmes “Cidade de Deus”, “Cristina Quer Casar” e “Carandiru”. A partir de 2002 passou a assinar seus próprios trabalhos como Pintora de Arte, entre eles os longas-metragens “Tainá 2”, “Signo da Cidade”, “Nossa Vida Não Cabe num Opala”, “A Deriva” e “A Guerra dos Vizinhos”. Mais recentemente trabalhou em “Ao Relento”, além do curta-metragem “Páginas de Menina” e o seriado para TV “Tudo Que É Sólido Pode Derreter”. Desde 2006 ministra palestras e mini-cursos sobre Pintura de Arte dentro dos cursos de Direção de Arte na Escola de Arte da Universidade de São Paulo e na Academia Internacional de Cinema.Ricardo Antunes.