Morena Cattoni

Morena Cattoni

Formada em Direção Teatral na UFRJ 2009. Pós-Graduada em Corpo, Diferença e Educação pela Faculdade Angel Vianna 2012.

Por 6 anos foi professora de interpretaçãona escola Artcênicas e misnistrou oficinas no projeto SESC -Dramaturgia em diversos estados.

Participou do Laboratório de Direção “Director´s Lab” em NY, Lincoln Center 2013.

Obteve o terceiro lugar no Concurso de Dramaturgia Feminina 2015 do projeto La Scrittura dela Differenza, com a peça “Quarta-feira de cinzas”.

Preparadora de elenco no longa-metragem “Mormaço”, direção de Marina Meliande, 2016.

Atuou em diversos espetáculos, entre eles: “Um nome para Romeu e Julieta” em 2016, pelo qual foi indicada melhor atriz coadjuvante no 5º. Prêmio Botequim Cultural.

Protagonizou o longa “A fuga da mulher gorila” 2009, direção de Felipe Bragança e Marina Meliande. Premiado na 12ª. Mostra de Cinema de Tiradentes.

Dirigiu alguns espetáculos, entre eles “Homens gordos de saia”, de Nicky Silver (2010) e “As três irmãs”, de Tchekhov , (2014). Com sua companhia (uma certa companhia) desenvolveu e dirigiu o espetáculo “Solos de memória” (2015). Dirigiu a opereta infanto-juvenil “Godó, o bobo alegre”, de Pedro Bloch e Francisco Mignone (2013) e os infantis: “Patrícia piolho”, de Luiza Yabrudi e Karina Ramil (2014), pelo qual obteve a indicação de melhor direção no prêmio Zilka Sallaberry e “Ventaneira, a cidade das flautas”, de Moira Braga (2016). Diretora assistente de “Os Sonhadores”, dramaturgia de Diogo Liberano e direção de Vinicius Arneiro (2016), indicado ao Prêmio Shell de melhor direção.