Evaldo Mocarzel

Evaldo Mocarzel

Nasceu em 1960 em Niterói, Rio de Janeiro. Formou-se em Cinema na Universidade Federal Fluminense. Trabalhou como jornalista e foi editor do Caderno 2, do jornal O Estado de São Paulo, durante oito anos. Cursou Cinema na New York Film Academy e fez parte durante quatro anos do Círculo de Dramaturgia do diretor Antunes Filho, no CPT, em São Paulo. Realizou os curtas “Pictures in the Park” (1999) e “À Margem da Imagem” (2001). Retomou o tema deste último, a vida de moradores de rua em São Paulo, transformando-o num longa, também chamado “À Margem da Imagem” (2003). Depois realizou os seguintes filmes: “Mensageiras da Luz – Parteiras da Amazônia” (curta e longa 2004); “Primeiros Passos” (2005); “Do Luto à Luta” (2005); “À Margem do Concreto” (2006); “Jardim Ângela” (2007); “O Cinema dos Meus Olhos” (2007); “Brigada Pára-quedista” (2007), “Sentidos à Flor da Pele” (2008), “À Margem do Lixo” (2008), “BR-3″ (a peça) e “BR-3″ (o documentário) (2009), “Quebradeiras” (2009), Cinema de Guerrilha (2010), São Paulo Companhia de Dança (2010), Cuba Libre (2011), Hysteria (2012), A Última Palavra é a Penúltima (2012), “Antártica” (2013), “Dizer e Não Pedir Segredo” (2013) e o curta “A Cicatriz é a Flor” (2014). Como dramaturgo, escreveu as seguintes peças: “É o Bicho – A Ordem Natural das Coisas” (infantil com direção de Rosi Campos e Cláudia Borioni em 2003), “RG” (encenada por José Renato em 2004), “A Caçada” (ainda inédita), “Tragicomédia de um Homem Misógino” (encenada por André Guerreiro Lopes em 2009), “Kastelo” (livre adaptação da obra de Kafka, com encenação do Teatro da Vertigem em 2010), “A Conquista da Peste” (também ainda inédita), “Satyricon” (livre adaptação da obra de Petrônio com encenação do grupo Os Satyros em 2012), “Fome de Notícia” (encenada no Centro Cultural São Paulo em 2013 com direção de Maurício Perussi) e “Um Pai – Puzzle” (com Ana Beatriz Nogueira e direção de Vera Holtz e Guilherme Leme, que estreou em março de 2015 no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio, e vai começar a excursionar pelo Brasil).