PRODUTOR RODRIGO TEIXEIRA EM PALESTRA ESPECIAL NA AIC

Quem nunca viu ou ouviu falar em “Alemão”, “Tim Maia”, “Heleno”, “O Cheiro do Ralo” e o americano “A Bruxa”? Rodrigo Teixeira é o responsável por suas produções. À frente da RT Features, ele tem atuado em duas frentes, tanto no Brasil como na cena independente nos Estados Unidos e a AIC vai oferecer duas palestras gratuitas com o produtor, uma no Rio e uma em São Paulo.

Para participar basta preencher o formulário abaixo e chegar com antecedência, pois as vagas são limitadas.

UNIDADE SÃO PAULO

16 de novembro, às 19h na Rua Dr. Gabriel dos Santos, 142, Higienópolis.

Desculpe! Este formulário não aceita mais envio de dados.

 

UNIDADE RIO DE JANEIRO

17 de novembro, às 19h na Rua Martins Ferreira, 77 – Botafogo, próximo à Cobal do Humaitá.

Desculpe! Este formulário não aceita mais envio de dados.

 

Carioca, Rodrigo se interessa por cinema desde cedo. Conta que sua mãe o incentivava a ver filmes clássicos quando era jovem, e isso o influenciou bastante, fazendo com que quisesse trabalhar com aquilo. Desde os 10 anos, já ia ao cinema sozinho, e dos anos 80 viu praticamente tudo. O primeiro diretor que o influenciou foi Steven Spielberg, era fã de seu trabalho. Mas para chegar aonde chegou, Rodrigo trilhou um caminho longo. Mesmo estando na área do cinema há 20 anos, afirma que nos primeiros 10 não produziu nada. Conseguiu alguma credibilidade quando fez Mercado Editorial e um dos seus projetos chamou a atenção da Família Barreto, em troca, pediu apenas que o apresentassem efetivamente ao mundo cinematográfico.

Esse é só o começo, ainda tem muita história pra contar! Para conhecer mais, só participando da palestra.

Fundador da RT Features, Rodrigo produziu vários longas, as séries “O Hipnotizador” (para a HBO Latin America), “Amor em Quatro Atos” (para a Rede Globo), entre outros. No mercado internacional, Rodrigo produziu os longas-metragens: “Frances Há” (indicado ao Globo de Ouro de Melhor Filme e Melhor Atriz em Comédia), dirigido por Noah Baumbach; “Night Moves” (com Jesse Eisenberg e Dakota Fanning); “Love is Strange” (com Alfred Molina e John Lithgow), dirigido por Ira Sachs; “Love”, de Gaspar Noé; “Mistress America”, repetindo a parceria com o diretor Noah Baumbach; e o recente sucesso mundial “Indie The Witch”, de Robert Eggers.

Em 2016, lançou os longas-metragens “Indignation”, de James Shamus, adaptação do livro homônimo de Philip Roth, e “Little Men”, nova parceria com o diretor Ira Sachs. No Brasil, estreia o novo filme de Marco Dutra, “O Silêncio do Céu”, com Carolina Dieckmann, Leonardo Sbaraglia e Chino Darín, produzido no Uruguai no ano de 2015 e “O Filho Eterno”, com direção de Paulo Machline, adaptação do romance de Cristóvão Tezza.

No próximo ano, o produtor irá lançar os filmes Animal Cordial, dirigido por Gabriela Amaral Almeida, Aurora, de José Eduardo Belmonte.

 

Foto: AIC/André Motta