CURSO NOVO: Formação Livre em ROTEIRO

A Academia Internacional de Cinema acaba de lançar um novo curso de Formação Livre em RoteiroO surgimento (quase diário) de novas tecnologias, a variedade de mídias disponíveis e principalmente as novas regulamentações da TV (Lei da TV Paga) aqueceram o mercado audiovisual e trouxeram novas necessidades: um aumento significativo na procura por profissionais especializados.

Com  carga horária extensa – 171 horas, o curso possui uma dinâmica de aulas focada nessas novas necessidades do mercado, com a intenção de dar todos os recursos para que o aluno, ao finalizar o curso, ingresse no mercado de trabalho. “A ideia de criar o curso de Formação Livre veio da percepção de que os alunos pedem uma imersão mais completa na área, mas ao mesmo tempo, sem as amarras burocráticas de especializações tradicionais”, conta Franthiesco Ballerine, Coordenador de Cursos da AIC.

Para a roteirista e coordenadora Thais Fuji, o Curso de Formação Livre da AIC não poderia nascer em momento mais oportuno. “Ministro aulas de roteiro há 5 anos e uma lamentação constante dos alunos diz respeito ao tempo reduzidos dos cursos. Esse novo formato de curso permitirá que o aluno desenvolva sua identidade criativa, exercite a escrita através de diversos exercícios práticos, absorva aspectos teóricos ligados ao roteiro audiovisual, entre em contato com profissionais já inseridos no mercado e, ainda, permitirá que cada participante desenvolva dois projetos ao longo do curso, com acompanhamento dos professores”, conta.

Formação Livre em Roteiro é um curso de prática e teoria de roteiro nos diversos formatos e suportes – curta e longa-metragem, ficção e documentário, unitário e seriado, em cinema, TV. Com escrita de roteiro desde o primeiro dia de aula, o programa aprofunda técnicas e conceitos ligados à escrita de roteiros e estimula a reflexão crítica, abordando a produção contemporânea em sua relação com a tradição e a renovação. Mais do que apenas instrumentalizar o aluno, o curso pretende formar roteiristas conscientes de seus próprios processos de criação, aptos a construir uma relação com o espectador, com o mundo, para além das fórmulas.

Para saber mais clique no link abaixo: