DIRETOR DE FOTOGRAFIA LAURO ESCOREL NA AIC DE SÃO PAULO

DIRETOR DE FOTOGRAFIA LAURO ESCOREL NA AIC DE SÃO PAULO

Lauro Escorel – conceituado diretor de cinema divide um pouco de sua experiência com alunos do curso de Direção de Fotografia Semestral

Os alunos do curso de Direção de Fotografia Semestral da Academia Internacional de Cinema (AIC), no mês de junho, tiveram o privilégio de receber o renomado Diretor de Fotografia, Lauro Escorel, para uma conversa gostosa e cheia de aprendizado.

 

A EXPERIÊNCIA

Lauro possui uma extensa lista de trabalhos. Como diretor de fotografia ganhou diversos prêmios com produções como Giovanni Improtta, de José Wilker, no qual foi agraciado com o prêmio de melhor fotografia no Cine Pernambuco do Audiovisual, em 2013; pelo documentário “Vinícius”, recebeu o Prêmio de Melhor Fotografia do festival CinePort de 2006; por Jogo Subterrâneo ganhou o Prêmio do Cinema Paulista Melhor Fotografia de 2006; por ‘Acquária’, o Prêmio do Cinema Paulista de Melhor Fotografia em 2005. Foi indicado ao Grande Prêmio Brasil de 2002 e ao Prêmio ABC de Cinematografia também de 2002, por ‘O Xangô de Baker Street’, além de indicações e prêmios como diretor.

Foto: Alexandre Borges

Foto: Alexandre Borges

Nascido em Washington, filho de diplomata, Lauro Escorel falou um pouco sobre a experiência que somente os 47 anos atrás de uma lente podem conceder. “A ideia da conversa com os alunos foi a de compartilhar um pouco da minha experiência profissional, onde busco sempre enfatizar a importância do trabalho do diretor de fotografia e sua responsabilidade junto aos produtores e diretores que o convidam para trabalhar”.

 

CONHECIMENTO E A TECNOLOGIA

Para Lauro Escorel, o resultado do trabalho está, não somente na tecnologia usada, mas, sobretudo, na experiência do profissional, em sua busca pelo conhecimento, “Enfatizo a importância da educação e atualização tecnológica. A permanente evolução tecnológica na era digital traz consigo a necessidade dos profissionais estarem sempre estudando e se informando. Além disso, o diretor de fotografia deve dominar o assunto para poder buscar soluções economicamente viáveis dentro da realidade de cada projeto”.

 

O CONHECIMENTO ACUMULADO E SUA RELEVÂNCIA NO MUNDO MODERNO

O diretor chama a atenção dos alunos para todo o conhecimento acumulado em mais de 100 anos de cinematografia, pois apesar do acesso a toda tecnologia disponível, esta não exclui esse conhecimento acumulado anteriormente. “Não devemos ser saudosistas, mas precisamos manter algum grau de controle sobre nosso próprio trabalho”, completa Lauro.

 

Foto: Alexandre Borges

Foto: Alexandre Borges

 

Para finalizar a conversa, Escorel tentou, através da projeção de trechos de filmes fotografados por ele, passar um pouco do seu método de trabalho, “eu apresentei filmes em que trabalhei e fotografei para mostrar meu método em suas diferentes etapas. Utilizei filmes de ficção e documentários, onde busquei dar aos alunos uma ideia das diferentes formas de trabalho enquanto diretor de fotografia”.