“Avanti Popolo”, do professor Michael Wahrmann, tem estreia nacional no Festival de Brasília

cartaz avanti popoloDepois de percorrer alguns dos mais importantes Festivais Internacionais e ganhar importantes prêmios na Itália e no México, o longa “Avanti Popolo”, do professor Misha – como é carinhosamente chamado na Academia Internacional de Cinema, terá sua estreia nacional no 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

O Festival de Brasília, junto com o festival de Gramado e o do Rio são considerados os festivais mais importante dentro das janelas de exibição do cinema nacional. “O Festival de Brasília tem uma tradição de mais de 45 anos, e talvez mais que os outros dois, tenha seu foco no cinema autoral e independente”, conta Michael. O Festival também é conhecido pelas suas apostas mais ousadas e pelo grande prêmio em dinheiro, totalizando 700 mil Reais.

“Para nós, naturalmente, é muito instigante apresentar o filme em Brasília e ter nossa estreia nacional em tal janela, após o circuito internacional que o filme vem percorrendo. Além da importância do festival, existe um significado maior, que é o do Carlos Reichenbach. Carlão, como era conhecido, foi um dos maiores diretores do cinema brasileiro e faleceu no ano passado. Ele também é um dos dois atores principais do filme, realizando assim sua última aparição no cinema. Carlão tem uma tradição no Festival de Brasília, apresentando seus filmes e recebendo vários prêmios ao longo dos anos. Então, acredito que nossa estreia lá, junto com Carlão, vai ser muito emocionante”, conta Misha.

O longa está concorrendo na Mostra Competitiva de Longa-Metragem Ficção junto com outros grandes filmes: “Amor, Plástico e

O cineasta Carlos Reichenbach, em sua última aparição no cinema.

O cineasta Carlos Reichenbach, em sua última aparição no cinema.

Barulho”, de Renata Pinheiro; “Riocorrente”, de Paulo Sacramento; “Exilados do Vulcão”, de Paula Gaitán; “Os Pobres Diabos”, de Rosemberg Cariry e; “Depois da Chuva”, de Cláudio Marques e Marília Hughes. Além de “Avanti Popolo”, Micha participou de outros dois filmes. “Passei uma semana trabalhando e discutindo com os diretores a montagem do lindo filme baiano ‘Depois da Chuva’. ‘Amor Plástico e Barulho’, de Renata Pinheiro, do Recife, também fiz um trabalho semelhante de uma semana, mexendo no corte”, conta.

“Avanti Popolo” faz parte de uma linha de filmes autobiográficos que o diretor Michael Wahrmann vem realizando. A diferença dos dois anteriores, “Avós” e “OMA”, é que estes são curtas. Em comum, os três retratam o difícil período politico do regime militar vivido por Michael na adolescência, em sua terra natal, o Uruguai. Em “Avanti Popolo” o enredo gira em torno de André, um homem que resgata imagens em Super-8 captadas na ditadura dos anos 1970 para tentar reavivar a memória do seu pai.

Assista ao Trailer:

Confira as datas e locais de exibição:

  • Dia 20,às 21h, no Cine Brasília, Teatro Sesc Newton Rossi (Ceilândia), Espaço Cultural Paulo Autran (Sesc Taguatinga), Teatro do Sesc Gama, Teatro de Sobradinho e Teatro do Guará.
  • Dia 21, às 16h, na Sala Martins Pena do Teatro Nacional Claudio Santoro.