5 filmes selecionados no Festival Internacional de Curtas de São Paulo

24fest_port_newCinco filmes de alunos e professores da Academia Internacional de Cinema (AIC) foram selecionados para o 24º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. São três filmes de alunos e dois de professores. “Cohab”, de Lincoln Péricles, “Unfit – O Chá de Bebê”, de Bruno Carnovali, alunos do FILMWORKS.  “Terminal Santo Ângelo”, dirigido por Camila Lisbôa, Diego Valenzuela, Gaia Rondon, Guilherme Ruffing, Juliana Kulesza e Julio Cruz Neto, ex-alunos do Curso de Documentário. “Os Irmãos Mai”, de Thais Fujinaga e “Memória de Rio”, de Roney Freitas, ambos professores do FILMWORKS e do Curso de Formação Livre em Roteiro.

“É um orgulho para a equipe e os professores da AIC ver filmes produzidos nos nossos cursos abrirem as portas do mercado, via festivais”, comenta Franthiesco Ballerini, coordenador de cursos da AIC.

O Festival, que nesse ano acontece entre os dias 22 e 30 de agosto, é organizado pela Associação Cultural Kinoforum. É um dos maiores e mais tradicionais eventos dedicados ao formato do curta e conta, todo ano, com cerca de 400 produções de vários países.

Conheça a história de cada filme, os outros alunos que participaram dos projetos, algumas curiosidades e o que os diretores têm a dizer.

COHAB

Foto do documentário Cohab de Lincoln Péricles

Foto do documentário Cohab de Lincoln Péricles

A história se passa na região do Capão Redondo, bairro de periferia localizado na zona sul da capital paulista, onde Lincoln mora desde que nasceu. “A ideia do curta é mostrar um olhar de dentro para fora, acompanhando um dia sóbrio num prédio da Cohab Adventista: as crianças, os amigos, os blocos do condomínio popular”, explica o diretor.

O filme estreou no Festival Cine Favela e concorreu na Mostra Competitiva do Entretodos – 5º Festival de Curtas-Metragens de Direitos Humanos. A Direção de Fotografia é do ex-aluno, também do FILMWORKS, Thiago Briglia.

UNFIT – O CHÁ DE BEBÊ

O curta conta a história de um casal punk que faz chá de bebê. A festa foge do controle quando um convidado especial aparece. O roteiro e a direção são de Bruno Carnovali e um dos editores do filme é o professor Michael Warhmann.

TERMINAL SANTO ÂNGELO

O documentário conta a história de quatro personagens que foram internados no primeiro asilo-colônia para hansenianos criado no Brasil, em 1928, conhecido como  Santo Ângelo. O foco do enredo são os moradores da colônia, que ainda moram numa vila no mesmo terreno do antigo hospital.

D. Cida, uma das personagens do documentário Terminal Santo Ângelo

Dirigido por Camila Lisbôa, Diego Valenzuela, Gaia Rondon, Guilherme Ruffing, Juliana Kulesza e Julio Cruz Neto, ex-alunos do Curso de Documentário, o curta foi produzido em 2011 como trabalho de conclusão de curso. Em julho, o filme foi vencedor de dois prêmios no Festival “Curta Como Quiser – 1º Festival Multimeios de Curta-Metragem e ainda está sendo exibido no Canal Futura e no CineBrasilTV.

“Esse documentário só nos enche de alegria. Primeiro foi um aplauso interminável na apresentação promovida pela AIC no MIS. Depois, um contrato com o Canal Futura, onde o filme ainda está em cartaz. Daí veio o prêmio de melhor filme no festival Curta como Quiser. E agora, a exibição no maior festival de curtas do país. É muito mais do que a gente poderia imaginar”, diz Julio Cruz Neto, um dos realizadores.

OS IRMÃOS MAI

O filme, que também está no Festival de Gramado, conta a história de dois irmãos de origem chinesa que saem pelo centro da cidade em busca de um presente para a avó. Quanto mais procuram cumprir este objetivo, mais distantes eles ficam do plano originalmente traçado.

Cena de Irmãos Mai da professora Thais Fuji

Cena de Irmãos Mai da professora Thais Fuji

Thais, que é diretora e roteirista do filme, conta: “O que me interessa mostrar é a relação desses adolescentes com a cidade, por um lado, e, por outro, o modo como essa cidade, seus movimentos próprios, sua agressividade, influenciam na relação fraterna”.

O filme conta com a participação de outro professor da AIC, Dicezar Leandro, que assina a Direção de Arte do filme.

MEMÓRIA DE RIO

“Inspirado a partir do poema de Mário de Andrade, o filme se propõe como uma nova ‘meditação sobre o Tietê’, num formato de poema audiovisual documentário que reflete sobre o rio no seu trecho em nossa cidade, por várias vozes anônimas de pessoas que tiveram ou tem alguma relação com o rio”, conta o diretor e professor da AIC, Roney Freitas. Feliz com a estreia nacional ser em um festival paulista, Roney comenta: “É de extrema importância e significância sua estreia nacional acontecer em São Paulo, que é sua origem, casa, tema, sujeito e objeto de reflexão do filme e do poeta que o inspirou”.

O filme que recebeu uma menção honrosa no KortFilmFestValen na Noruega contou com a participação do professor Célio Franceschet na pesquisa de roteiro.

CONFIRA OS DIAS E LOCAIS DE EXIBIÇÃO DOS FILMES

  • Para ver o trailer e saber os dias e locais de exibição do curta Cohab, clique aqui.
  • Para saber os dias e locais de exibição do curta Unfit -  O Chá de Bebê, clique aqui.
  • Para ver o trailer e saber os dias e locais de exibição do curta Terminal Santo Ângelo, clique aqui.
  • Para saber os dias e locais de exibição do curta Irmãos Mai, clique aqui.
  • Para ver o trailer e saber os dias e locais de exibição do curta Memória de Rio, clique aqui.

*Foto em destaque: filme “Memória de Rio”. Crédito: André Luiz de Luiz. Outras fotos, divulgação dos filmes.