190, do aluno Germano Pereira, no Festival de Paulínia

190

Cena do filme “190″, que concorre na Mostra de Curtas do Festival de Paulínia deste ano.

Um filme que fala sobre diferenças políticas entre irmãos e traz questões da atualidade, como as passeatas dos Black Blocs. Esse é o enredo de “190”, o filme do aluno Germano Pereira, que cursa o FILMWORKS na Academia Internacional de Cinema (AIC), e entrou no 6º Paulínia Film Festival. O festival acontece entre os dias 22 a 27 de julho e promete exibir os melhores longas e curtas-metragens brasileiros além de reunir os grandes cineastas e atores do cinema nacional.

“190” conta a história de um jovem revolucionário Black Bloc que sem querer faz uma grande besteira em uma passeata nas ruas de São Paulo. Por conta disso fica atordoado e surta em casa.

O filme poderá ser visto no dia 25 de julho, às 17h, no Theatro Municipal Paulo Gracindo, em Paulínia (veja aqui a programação completa).

Além de Germano, o curta conta com a participação de outros alunos. Carol Meneghel na produção; Luca Porpino no roteiro, edição e som direto; Ricardo Manjaro na Direção de Arte e Charlene Rover na Direção de Fotografia. “Não dá pra não citar os professores Roney Freitas que nos orientou no roteiro e Cláudio Gonçalves na Direção”, conta Germano.

O Roteiro

190

O ator Haroldo Ferrari que faz o papel do revolucionário Black Bloc. Foto: Charlene Rover

Germano, diretor do filme, conta que a ideia surgiu durante uma aula de roteiro, quando o professor Roney Freitas propôs um exercício sobre conflito versus revolução. “O argumento e o roteiro são do colega Luca Porpino e a história conta um problema humano e social. Vários tratamentos foram feitos com a ajuda de Roney e de toda a equipe. Eu vi no roteiro de Luca a possibilidade de transformarmos o quarto do Edgar, o protagonista, em nossa ‘caverna do Apocalipse Now’ – com as devidas proporções, é claro. A partir daí acrescentei algumas poesias do Walt Whitman ao roteiro”, conta Germano.

O ator Haroldo Ferrari faz o papel do revolucionário Black Bloc e Fernanda Sanches interpreta a irmã que é mais fria, conservadora, reacionária e de extrema direita. “Fernanda é completamente oposta à humanidade do irmão com suas inquietudes sociais”, conta.

Direção de Arte e Direção de Fotografia

O aluno Ricardo Manjaro assina a Direção de Arte do filme que foi baseada no universo dos Black Blocs com referências ao mítico filme

190

Fernanda Sanches interpreta a irmã que é mais fria, conservadora, reacionária e de extrema direita.

Apocalipse Now, de Francis Ford Coppola. “O quarto do personagem Edgar é todo baseado nesse universo, tudo bem politizado. Os figurinos dele e da irmã são opostos e representam dois universos antagônicos, assim como o cenário. A maquiagem do ator também é muito forte”, conta Germano.

A fotografia, que leva a assinatura da aluna Charlene Rover, teve referências do filme “Paris, Texas”, do Wim Wenders e traz as cores vermelha e verde muito presentes no filme todo. “O vermelho aparece como um divisor de águas, a partir do momento que Edgar tem a certeza de um acontecimento trágico, a cor explode na fotografia, o que, ao meu ver, faz que ele adentre ao universo psicológico e todas as suas reminiscências trágicas”, conta o diretor.

O Diretor que é Ator Profissional

190

Germano Pereira, o diretor de 190 que é ator em 7 longas e também já atuou em novelas da Rede Globo. Foto: Charlene Rover

Germano, que está no primeiro semestre do curso de Formação Profissional em Cinema da AIC, também é ator e já esteve em grandes sets da televisão e do cinema. Nas novelas atuou como filho de Tony Ramos em “Passione”, filmada na Itália e no Brasil e também em “Guerra dos Sexos”. No cinema atuou nos longas “O Menino da Porteira”, “Bruna Surfistinha”, “Salve Geral”, “Topografia de um Desnudo”, “Colegas” e “Anita”, história sobre Garibaldi, ainda inédita.

No teatro fez parte da companhia dos Satyros por 13 anos e, mesmo com toda essa experiência, continua modesto. “Fiz televisão, cinema e teatro, mas ainda tenho muito que aprender, sou um eterno aprendiz e a AIC está me abrindo novos horizontes, em todos os sentidos”, conta.

Assista ao Teaser do Filme: